Notícias   ››   Indústria   ››   Produtos e Serviços
Meta ousada

Conheça o Brain, motor de inteligência artificial que quer substituir sistemas de busca

Autor: Redação
Fonte: IT Forum 365 Publicado em 29 de Fevereiro de 2016 às 11h50

Tecnologia criada por jovens engenheiros tem a objetivo de servir como complemento ao cérebro das pessoas

Conheça o Brain, motor de inteligência artificial que quer substituir sistemas de busca
Alguns quilômetros de distância separam o lugar onde Larry Page e Sergey Brin desenvolveram o motor de buscas do Google e uma equipe de onze engenheiros, que não têm mais do que 20 anos de idade, e trabalha arduamente no desenvolvimento de uma ferramenta que eles acreditam que vai substituir o Google Search.

O espaço usado por eles no momento é o coworking Tim Draper, de Jerry Yue, criado como parte de um programa de inicialização da Universidade Draper. O serviço de entrega de comida de Yue, o Benlai.com, levantou US$ 100 milhões no final do ano passado e está crescendo cada vez mais.

Agora, com a ajuda de sua jovem equipe de engenheiros, Yue mudou-se para os Estados Unidos para lançar a Brain LLC. A meta da empresa é nada menos do que mudar a maneira como as pessoas consomem informação na internet. 

Os engenheiros da Brain desenvolveram um algoritmo avançado que serve as informações mais contextualmente relevantes para um usuário sem a necessidade de vasculhar por meio de resultados de pesquisa. A tecnologia da empresa respondeu a perguntas a um grau incrível de precisão, afirma Yue.

Mas, segundo relatou para o TechCrunch, esse é apenas o começo. Em última análise, Yue quer que sua tecnologia e seu algoritmo criado sirvam como complemento ao cérebro das pessoas. O jovem empresário quer ainda criar um assistente virtual para usuários de hoje e do futuro.  

Assim, a ideia é que o cérebro envie a informação do que é mais relevante para um usuário à medida que avança em direção a qualquer um dos seus objetivos. Eventualmente, o Brain quer combinar dados com uma plataforma social para conectar usuários que compartilham interesses semelhantes de dados.

Por enquanto, a empresa está satisfeita com a nova ferramenta que ela indica antecipar as necessidades de seus usuários para entregar a informação do que é mais relevante para o usuário.

"Estamos alimentando mais uma dimensão da informação", afirma Yue. "Informação agora é direito pleno de todos", completando que o Brain tem o objetivo de continuar a fornecer informações para ajudar o progresso do usuário em relação às suas metas.
Recomendado para Você
Comente e compartilhe sua opinião com nossa comunidade!

Últimas notícias