Home > Notícias

4 pontos-chave para alavancar sua estratégia digital

Executivas das áreas de mídias e marketing digital da UFC e Sephora dão dicas para aprimorar a estratégia digital e torná-la mais competitiva

Tatiana Olaya

03/12/2018 às 11h44

Foto:

A Conferência Performance 2018, realizada pela Digitalks na última semana em São Paulo, discutiu temas relacionados ao mercado digital e como alavancar sua performance. Algumas das palestras estavam encaminhadas ao aprimoramento da estratégia de e-commerce, marketing digital e uso de big data para alavancar as vendas de produtos e serviços.

Nesse novo cenário, as mídias sociais são determinantes para a performance do negócio. Porém, ainda não existe uma receita clara para o sucesso. Jogando luz no final do túnel, as executivas Monica Franchesco, responsável pelas mídias sociais da UFC Brasil (Ultimate Fighting Championship), e Simone Sancho, Digital Marketing & CRM Executive Latam da Sephora, falaram sobre pilares para estratégias de performance na nova realidade digital, sinalizando alguns pontos importantes para conquistar ao consumidor, usando os dados como vantagem competitiva junto com ferramentas tecnológicas que ajudarão a potencializar seu negócio digital.

  1. Planeje suas ações

O primeiro passo que deve ser pensando quando se planeja uma estratégia digital é o objetivo. Sem ele todas as ações não terão nenhum retorno e provavelmente a estratégia falhará em curto tempo. Esse objetivo não pode basear-se em número de curtidas de cada mídia. O que importa é a qualidade, não a quantidade, especialmente quando o assunto é conversão em vendas. Uma grande quantidade de curtidas não quer dizer que ela aumentará a receita do produto o serviço postado. O fator determinante é o tipo de usuário que está acompanhando essa publicação.

Além disso, infelizmente o que não se planeja, acaba não acontecendo. Como Monica ressaltou, sempre será necessário traçar metas tanto no curto quanto no longo prazo, uma vez que elas direcionam as ações propostas, facilitam a criação de cronograma, assim como a de conteúdo. Resumindo, o planejamento torna a estratégia viável e eficiente.

  1. Conecte-se por meio de histórias

Tanto Monica como Simone enfatizaram esse ponto. Se um conteúdo interessante cria uma proximidade com o usuário, contar uma história com a que os consumidores se sintam conectados, criará um vínculo inquebrável. Para consolidar esse vínculo, é necessário engajar por meio de experiências que permitam ao usuário se sentir identificado, uma vez que atualmente o consumidor analisa se sua identidade encaixa com a da marca, avaliando seus valores e sua proposta do valor.

Lembre-se que um usuário engajado pode ser o advogado da sua marca ou detrator.

  1. Adaptar-se a todos os formatos digitais

Nesse novo cenário, a empresa precisa organizar suas ações para adaptar-se às necessidades do consumidor, pensando tanto no conteúdo como na sua acessibilidade. Aqui, é necessário otimizar aspetos como navegabilidade, velocidade de carregamento das páginas e acesso.

Também é primordial adaptar todos os materiais para formato mobile. Pelo menos na Sephora, 50% do trafego do site vem de dispositivos móveis, assim como a receita. Em outras palavras, se o conteúdo não está adaptado para formato mobile, provavelmente sua estratégia digital fracassará antes de ter começado.

  1. O que pode ser mensurado, pode ser melhorado

Como o guru da administração, Peter Drucker afirmou: o que pode ser mensurado, pode ser melhorado. Mas o que isso que quer dizer? Que as métricas facilitam a avaliação da efetividade das ações. Ou seja, se realmente elas são assertivas com esse público-alvo ou precisam ser melhoradas.  Não há uma receita pronta para uma estratégia digital ser bem-sucedida, a chave para atingir os objetivos propostos, no entanto, é medir, calibrar e testar quantas vezes for necessário.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail