Home > Notícias

7 dicas para reduzir o risco de infecção por ransomware

Déborah Oliveira

29/06/2017 às 9h05

Foto:

Estudo da Kaspersky Lab aponta que o número total de usuários que se depararam com ransomware entre abril de 2016 e março de 2017 aumentou 11,4% em relação aos 12 meses anteriores (abril de 2015 a março de 2016): de 2.315.931 para 2.581.026 usuários no mundo inteiro.

Os dez países com maior parcela de usuários atacados por ransomware para PCs em proporção a todos os usuários atacados por qualquer tipo de malware em 2016-2017 são: Turquia (quase 8%), Vietnã (cerca de 7,5%), Índia (mais de 7%), Itália (cerca de 6,6%), Bangladesh (mais de 6%), Japão (quase 6%), Irã (quase 6%), Espanha (quase 6%), Argélia (quase 4%) e China (quase 3,8%).

Mas o que fazer para escapar da ameaça? A empresa listou oito recomendações. Confira abaixo:

1. Faça backup de seus dados regularmente
2. Use uma solução de segurança confiável e não deixem de ativar os principais recursos, como o Inspetor do Sistema.
3. Sempre mantenha seu software atualizado em todos os dispositivos que usam.
4. Cuide com atenção dos anexos de e-mail ou de mensagens recebidas de desconhecidos. Em caso de dúvida, não os abra.
5. Se você é um empresário, também deve treinar seus funcionários e suas equipes de TI, manter os dados sigilosos separados, restringir o acesso e fazer backup de tudo, sempre.
6. Caso tenha a infelicidade de ser vítima de um malware de criptografia, não entre em pânico. Em um sistema limpo, verifique o site No More Ransom. Lá, é possível que você encontre uma ferramenta de descriptografia que o ajudará a recuperar seus arquivos.
7. Finalmente, mas igualmente importante, lembre-se de que ransomware é crime. Denuncie-o para a autoridade legal local

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail