COMUNIDADE

Redes neurais podem prever demandas no metrô

Rede neural artificial é nova ferramenta do metrô para entender a demanda de passageiros

Analista de Desenvolvimento e Gestão do Metrô de São Paulo, Vagner Vasconcelos mostrou em apresentação no IT Forum Expo 2017 como redes neurais – ou seja, redes que simulam o comportamento dos neurônios – podem ajudar o sistema metroviário a prever demandas de passageiros. “A ideia é que o sistema aprenda por si só, com base em algumas variáveis com as quais podemos alimentá-lo, como população, empregos, matrículas em escolas e renda per capta. O resultado será a demanda de passageiros prevista”.

Ele conta que o delineamento partiu desde as variáveis de entrada até métricas de desempenho. Para selecionar essas variáveis, uma das fontes foi a pesquisa Origem e Destino do Metrô de São Paulo, que acontece desde 1967 a cada dez anos, e está acontecendo agora mais uma vez. O levantamento é base para o planejamento de transportes metropolitano. “Sabemos que 80% dos usuários utilizam o metrô para trabalho e educação, então essas variáveis tinham de estar no modelo neural”.

Toda o trabalho matemático da rede foi feita pelo Scilab, ferramenta open source e multiplataforma. Já os scripts do trabalho estão disponíveis no GitHub.

Tentativa e erro entre retalhos

A pesquisa Origem e Destino divide a região metropolitana de São Paulo em zonas de pesquisa. Há dez anos atrás, em 2017, foram criadas 460 regiões, e foram entrevistados usuários em cerca de 30 mil domicílios válidos. Neste ano, a quantidade de domicílios será maior, 32 mil, em um número maior de zonas. A quantidade de informação e os parâmetros utilizados fazem com que não exista uma fórmula para a aplicação de uma rede neural. “Não tem regra, é tentativa e erro. Você modela e compara resultados até achar uma forma adequada de atender a demanda, definir camadas e quantos neurônios serão utilizados”.

O IT Forum Expo 2017 acontece nos dias 7 e 8 de novembro, no Transamerica Expo Center em São Paulo.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.