COMUNIDADE
Com inteligência artificial

Com inteligência artificial, ZF vislumbra mundo autônomo

Em parceria com a Nvidia, fabricante desenvolve solução que leva inteligência artificial para indústria automotiva, mas escalável para diversos outros setores

A alemã ZF está levando a sério o mundo digital e toda a transformação prometida para as mais diversas indústrias. A companhia, que passa por um processo interno de digitalização, investe forte em sua área de criação de produtos e serviços para que ofertas digitais sejam colocadas no mercado o quanto antes de forma a garantir um futuro próspero à companhia. Um dos resultados disso é o sistema de inteligência artificial ZF ProAI, desenvolvido em parceria com a Nvidia para o setor de transportes, incluindo carros autônomos, e diversas outras aplicações industriais. 

“Criamos nossos produtos para que sejam inteligentes. A digitalização rápida tem influenciado nossa sociedade e economia e, por isso, estamos focando nisso tão fortemente. Inteligência artificial, especificamente, tem crescido e se desenvolvido mais rapidamente do que havíamos pensado e essa tecnologia pode provocar diversas transformações em nossa indústria”, comentou Stefan Sommer, CEO da ZF, durante a apresentação da solução.

Quando estiver em produção, o ZF ProAI permitirá aos veículos conhecer e entender seu ambiente a partir do uso de técnicas de conhecimento profundo para processar informações de sensores e câmeras embutidos no automóvel. Embora o foco inicial do produto seja a indústria do transporte (carros, caminhões, ônibus, trens, entre outros), as companhias entendem que trata-se de uma solução escalável e ambas vislumbram aplicações em diversas atividades industriais.

“Para a competição do amanhã, precisamos estar com os dois pés nesse mundo computacional. Esse produto leva inteligência artificial para diversas indústria, vejo aplicações em mineração, agricultura, manufatura e até construção”, relatou Sommer. “Inteligência artificial vai mudar nossa indústria no futuro. Estamos aqui falando de uma tecnologia que não serve apenas a carros autônomos, mas de tudo autônomo. Criamos um produto que está pronto para a nossa indústria, mas que é escalável para outras”, provocou o CEO.

Parceiro essencial no desenvolvimento do ZF ProAI, que deve chegar ao mercado com força a partir de 2018, a Nvidia viu na oportunidade de cocriar com a ZF a chance de levar sua tecnologia de inteligência artificial (AI, da sigla em inglês) para a indústria automotiva, campo ainda não explorado por eles. “O investimento e a visão de AI gerou um produto que pode ser aplicado em diversas frentes e não é exagero quando falamos de AI será uma revolução como foi energia, vai mudar seu telefone, suas finanças, sua saúde, a cadeia de suprimentos e o transporte. E transporte é uma fronteira próxima por todas as mortes causadas por acidentes de trânsito. Trata-se de uma tecnologia segura, que integra sensores e gera inteligência”, compartilhou Rob Csongor, vice-presidente e general manager da Nvidia, também presente durante o anúncio.

Para além

Pensando numa sociedade amplamente conectada e com índice de mortes no trânsito zerada, a ZF apresentou ainda uma solução chamada de X2Safe, criada dentro de um programa interno de buscar novos produtos digitais. Trata-se de uma plataforma que prevê a comunicação entre carros, smartphones e vestíveis e usa essas informações para prevenção de acidentes como atropelamentos por distração ao manusear um aparato tecnológico. 

É como se uma pessoa caminhando pela calçada interagindo com seu smartphone, ao cruzar a rua, deixasse de ser atropelada pelo sinal enviado pelo celular aos veículos que trafegam pela mesma rua que, alertados, reduziriam a velocidade e até parariam para a movimentação do pedestre.

“Se você olha para o futuro, temos um ambiente totalmente conectado e precisamos trabalhar e usar o potencial desses sistemas para prevenir acidentes. O X2Safe, baseado em inteligência artificial, é um exemplo de conectar e manter as pessoas seguras nesse novo contexto.

Usamos startups e diversas empresas de TI para criar esse novo momento, coisas totalmente fora da nossa realidade e do nosso core”, apontou Sommer. Questionado sobre a viabilidade do produto atualmente, o executivo informou que ele está pronto para o mercado, mas sua disseminação ainda depende também do uso maior de vestíveis.

*O IT Forum 365 viajou a Las Vegas a convite da CTA, organizadora da CES

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.