COMUNIDADE

Com Birst, Infor reforça estratégia de analytics

No Brasil, empresa espera ampliar entre 20% e 30% receita com tecnologia

Em abril deste ano, a Infor anunciou a compra da Birst, empresa de analytics com foco em cloud. E durante o Inforum 2017, evento anual da empresa realizado nesta semana em Nova Iorque (EUA), a companhia detalhou os primeiros resultados da aquisição.

Brad Peters, vice-presidente sênior de BI e Analytics da Birst – Uma companhia Infor, afirmou que a combinação do conhecimento e do portfólio da organização com o conhecimento de verticais da Infor promove uma solução única no mercado. “Assim, há mais chances de análise de dados e de entendimento do cliente”, comentou.

A proposta da empresa é oferta analytics as a service (AaaS, na sigla em inglês), ou seja, análises na nuvem. “O mercado força empresas a fazer escolhas ruins, como meses e meses de implementação. Nós encurtamos o caminho”, garantiu.

Em demonstração no palco do evento, o executivo mostrou que a ferramenta conta com dashboards interativos, de fácil visualização para usuários finais. Com criação simplificada de relatórios, os dados passam de ser das áreas e não mais da TI. “Temos uma camada semântica, que permite que todos os usuários consumam os dados.” De acordo ele, a área de tecnologia da informação pode focar na qualidade dos dados em vez da geração de relatórios.

Mercado brasileiro
Em conversa com o IT Forum 365, Gabriel Lobitsky, diretor-geral da Infor Brasil, relatou que com o Birst, a Infor reforça suas capacidades de analytics, em linha com a nuvem e com especificidades de diferentes segmentos. “Já contávamos com a oferta de analytics, porém no formato tradicional. Agora somos cloud ready”, explicou, ressaltando que os benefícios dessa abordagem são muitos, como aceleração da implementação e de resultados de negócios para os clientes.

Segundo ele, já há empresas interessadas no Brasil em variados segmentos, como utilities e varejo. No novo ano fiscal, iniciado em 1º de maio de 2017, o País apresentou números positivos, mas o Birst vem para acelerar negócios, apontou ele. “Esperamos incremento na receita de 20% a 30% com a tecnologia”, projetou, atentando para o fato de que companhias estão em busca de eficiência, resposta que pode ser encontrada por meio de analytics.

*A jornalista viajou a Nova Iorque (EUA) a convite da Infor

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.