Home > Notícias

Aplicativos de estudo: uma valiosa ferramenta para engajar estudantes

Como resistir à tentação das notificações que apitam no celular e se concentrar na lição de casa?

Redação

18/06/2019 às 9h01

Foto: Shutterstock

As tecnologias digitais revolucionaram o panorama da educação e da maneira de ensinar. O aprendizado pode ocorrer a qualquer hora, qualquer lugar. Basta haver sede de conhecimento.

Essa transformação não poderia ocorrer livre de controvérsias, evidentemente. Assim como abrem novos horizontes de aprendizagem, os recursos tecnológicos também são fonte de dispersão. Facebook, WhatsApp, Instagram e outras mídias nos bombardeiam com estímulos a cada segundo, fazendo com que seja fácil desviar de nossas atividades educacionais e produtivas.

Para jovens estudantes, ainda em formação, essas distrações podem ter um impacto ainda mais intenso, e comprometer o desempenho acadêmico e a apreensão de novos conteúdos. Como resistir à tentação das notificações que apitam no celular e se concentrar na lição de casa?

Mais do que nunca, os estudantes de Ensino Fundamental e Médio necessitam de orientação e de monitoria para manter o foco e se dedicarem aos estudos. Mas que ninguém pense em repressão, proibição. A ideia aqui é estabelecer colaborações, parcerias. E a tecnologia, ao mesmo tempo que povoa o celular com notificações a cada minuto, emerge como uma ferramenta poderosa para estabelecer novos canais de conexão com os estudantes, criando formas alternativas de interação, complementando o conteúdo apresentado em sala de aula, trazendo novas experiências.

O uso da tecnologia permite, por exemplo, desenvolver plataformas que auxiliem os estudantes em suas tarefas do dia a dia, ajudando-os com o conteúdo apresentado. Pela internet, podemos conectar instantaneamente os alunos a pessoas que esclareçam dúvidas e os orientem na fascinante tarefa de aprender. Essas pessoas podem ser professores, claro, mas essencialmente são tutores – independentemente do cargo ou da profissão, o que os move é a vontade de compartilhar o conhecimento.

Para além dos limites da sala de aula, esse tipo de interação pode constituir um poderoso canal para motivar e engajar os estudantes. Com uma comunicação personalizada, eles obtêm auxílio em suas dificuldades de forma rápida, eficiente e que faz sentido. E, acima de tudo, conseguem utilizar a tecnologia para encontrar alguém que os ajudem a se manter “na linha”, focados nos estudos, resistindo, ainda que momentaneamente, às tentações e interrupções que essa mesma tecnologia traz. As possibilidades nesse sentido são muitas. Vale a pena apostar nelas.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail