COMUNIDADE
programadora

Estágio em multinacional ensina mulheres a programar

Programa Ada Bootcamp é organizado pela Avanade em parceria com 99jobs e Mastertech

As mulheres que desejam aprender a programar, seja para seguir carreira na área ou por pura curiosidade, agora têm uma nova chance. Em parceria com a 99jobs e a Mastertech, a Avanade criou o 1º programa de estágio da empresa que ensina mulheres a programar. É o Ada Bootcamp.

A oportunidade é para mulheres que se inscreverem e forem selecionadas no Programa de Estágio da Avanade 2018. Vale qualquer graduação, com formação entre 12/2018 e 12/2019 e não é preciso saber nem uma linha de código. As inscrições são pelo site da 99jobs até o dia 24 de novembro de 2017.

O estágio começa já em janeiro de 2018, assim como as aulas, que serão ministradas pela equipe da Mastertech e por Camila Achutti, fundadora da startup e um dos nomes mais relevantes no cenário de tecnologia brasileiro. “Saber programar é o que vai garantir o seu emprego no futuro”, garante Achutti.

“Você pode construir sites, aplicativos, aprender sobre Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (AI), Impressão 3D ou ainda aprender a usar a tecnologia para resolver problemas que ainda não foram resolvidos.”, explica Talita Novacoski, que é Designer de Experiência e Programadora Front-End, sobre o valor de aprender a programar.

O nome da iniciativa, Ada Bootcamp, é uma homenagem a Ada Lovelace, a brilhante matemática e escritora inglesa, que foi também a 1ª programadora da história. Sobre o projeto pioneiro, Achutti celebra: “É muito mais do que um emprego ou um curso pra você aprender a desenvolver, é a chance de nós mulheres transformarmos o mercado de tecnologia”.

A Avanade é reconhecida por criar um ambiente que dá apoio e recursos às mulheres para que elas tenham sucesso pessoal e profissional, o que inclui programas de liderança e aconselhamento dedicados, além de uma rede de talentos que investe no potencial feminino, estimulando conexões de carreira relevantes. “Temos orgulho de sermos uma empresa inclusiva e estarmos entre as organizações pioneiras na luta por igualdade de gênero, dentro e fora do local de trabalho. Este projeto vem reafirmar nosso compromisso em desenvolver as carreiras de mulheres em tecnologia.”, conclui Rodrigo Caserta, Country Manager do Brasil.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.