COMUNIDADE

“Pior do que não conseguir é não querer se transformar”

Conheça detalhes sobre a trajetória do presidente da HPE Brasil

Após 18 anos de casa, Ricardo Brognoli assumiu, em março deste ano, a presidência da Hewlett Packard Enterprise (HPE) no Brasil. Sua carreira na companhia inclui passagens por áreas de vendas, canais, business units, além da vice-presidência de Enterprise Group. Toda essa experiência o fez um profissional fluido, como ele classifica, ou seja, com conhecimento de diversas áreas.

“É um erro olhar só para sua área. Você precisa olhar para o lado e ter uma visão ampla e periférica. Olhar ao redor e aprender sobre outras áreas”, destaca o executivo, que é o convidado desta semana do Leadership Academy, programa da IT Mídia para reunir entrevistas com os principais líderes das empresas de TI.

“Das 9 funções que exerci na empresa, 8 delas eu levantei e mão e me candidatei, inclusive essa que estou hoje”, lembra.

Mais do que conhecer os setores dentro da organização e liderar, Brognoli cita outro ponto fundamental para a evolução de sua carreira: transformação.

“Muito falamos hoje de transformação digital. Essa transformação não é só do cliente e das tecnologias. É dos nossos profissionais também. Pior do que não conseguir se transformar é não querer”, diz.

A teoria vale para sua trajetória. “Se tive sucesso até aqui, vou continuar dessa forma e não me transformar? Se tem uma certeza nesse mundo de hoje é que o que nos trouxe até não vai nos levar à frente. Os meus 18 anos não me levarão aos próximos 18”, finaliza.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.