COMUNIDADE

Quais os desafios da jovem liderança do VivaReal?

Lucas Vargas, CEO da empresa, participa do Leadership Academy

Disrupção tem sido uma das palavras mais ouvidas recentemente no mundo dos negócios. Diante da chamada nova economia, com o surgimento de empresas jovens e inovadoras, diversos mercados têm sido verdadeiramente revolucionados. Exemplos não faltam: Uber, Netflix, Airbnb etc. O VivaReal, plataforma de imóveis, é uma dessas startups e tem mudado o caráter do mercado imobiliário.

Fundado em 2006 por dois empreendedores que se conheceram por acaso na Colômbia, o VivaReal desembarcou no Brasil em 2009, somando, atualmente, 14 escritórios em solo nacional. Em pouco tempo, a empresa saltou por aqui de 60 funcionários para 618, captou mais de US$ 74 milhões em recursos e vê seu faturamento mais do que dobrar a cada ano.

Hoje, a empresa registra mais de 5 milhões de anúncios para compra e locação em mais de mil cidades brasileiras. São mais de 18 milhões de visitas por mês em seu site e aplicativo.

Liderança jovem

O espírito jovem que a companhia leva ao mercado se reflete da porta para dentro. A média de idade dos funcionários é de 26 anos e, na liderança, capitaneada pelo CEO Lucas Vargas, de 33 anos, fica pouco acima dos 30.

Vargas comenta que o VivaReal está ciente dos prós e contras de ter um time jovem. “É natural que nós jovens tenhamos menos experiências, mas, por outro lado, tentamos investir bastante em capacitação e e formação. Eu sempre me capacitei bastante e no VivaReal apostamos bastante em capacitação para minha transição”, destaca, em entrevista ao programa Leadership Academy, da IT Mídia.

Conheça mais detalhes sobre a carreira de Vargas e os desafios da liderança jovem do VivaReal.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.