COMUNIDADE

Presidente da Uber pede demissão

Jeff Jones deixa o cargo após menos de um ano na empresa

Jeff Jones não é mais presidente da Uber. O executivo, que ocupava o segundo cargo mais importante dentro da companhia – atrás apenas de Travis Kalanick, cofundador e presidente-executivo da empresa -, deixa a posição menos de um ano após assumir a função.

A informação foi confirmada pela Uber, que divulgou nota para agradecer Jones por seu período à frente da companhia e para “lhe desejar tudo de melhor”. Jones chegou à empresa em agosto de 2016, após deixar o cargo de CMO da rede de varejo Target.

Segundo o portal Recode, primeiro veículo a informar sobre a saída, o executivo estaria insatisfeito por conta das recentes polêmicas da Uber sobre acusações de assédio sexual. Ele teria ficado incomodado com a situação.

Outro fato que pesou para a decisão foi o anúncio de Kalanick de que estaria à procura de um líder de operações (COO).

Em carta enviada aos funcionários, Kalanick afirmou que, depois de anunciar a intenção de contratar um COO, Jeff chegou à difícil decisão de que ele não via seu futuro na Uber. “Infelizmente isso foi anunciado pela imprensa, mas achei que fosse importante enviar a todos vocês um e-mail antes de fazer um comentário público”, escrever o executivo.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.