Home > Notícias

Bots humanizados assumem tarefas repetitivas para o ser humano

Novas tecnologias e avanços na sintetização de voz automatizam atividades e tornam experiências de interação mais estimulantes

Joao Marinho

17/10/2018 às 19h45

Foto:

Todo mundo já passou por pelo menos duas experiências desagradáveis: tentar cancelar um contrato ou serviço - e precisar de várias tentativas e muita espera para conseguir -, ou ser atendido por uma gravação com voz extremamente artificial, que reduz o conforto e passa a sensação de um atendimento de baixa qualidade.

Felipe Machado de Almeida, CEO da Pay for Brain, tem um recado para você: não precisa ser assim. Esse foi o tema da palestra “Bots: atendimento humanizado sem humanos”, realizada no palco Business Technology do IT Forum Expo 2018 nesta quarta-feira, 17. Em foco, os Loud Voice Services, área de expertise da empresa, com o objetivo de criar chatbots capazes de um atendimento mais humanizado na interação com pessoas de carne e osso.

Demasiado humano

Um dos destaques da palestra foi o famoso e premiado case The Canceller, desenvolvido para o Reclame Aqui. Trata-se de um bot que realiza a desgastante tarefa de cancelar contratos, poupando as pessoas de gastarem tempo com isso.

As variações complexas da interação de um chatbot que tenta realizar uma tarefa indesejável para um atendente humano e a experiência do Google Assistant foram outras questões abordadas. Para Almeida, “todo tipo de trabalho repetitivo deveria ser automatizado. Os seres humanos não podem mais gastar tempo com isso”. O IT Forum Expo 2018 acontece até amanhã no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail