Home > Coaching: alavancando seu crescimento

Crenças – Impulsionadoras ou Limitadoras?

Bia Nóbrega

12/12/2018 às 11h30

Proteção de conteúdo
Foto:

Final de ano chegando e é inevitável aquela reflexão “básica” pré-Réveillon: o que deveríamos ter feito e não fizemos, os sucessos e fracassos e por aí vai...

E aí eu te pergunto: o que fará diferente para um Ano Novo realmente Novo?

Sinto te dizer que, se não trabalhar suas crenças, o próximo ano não será muito diferente deste.

As crenças são o “porteiro” de nossas percepções, limitando a nossa capacidade de experienciar o mundo. Se acredita em algo, você trabalhará para confirmar sua crença mental, verbal e fisicamente. Se não acredita, inconscientemente, fará o caminho oposto.

Nossas crenças começam a se formar na aceitação/rejeição de nossas características. Depois, os primeiros “limites” do nosso mundo são ensinados na primeira infância pelos nossos cuidadores – usualmente nossos pais. Por fim, recebemos contribuições dos parentes, professores, amigos, heróis, famosos, mídia tradicional e social etc.

Como resultado de tanta “Programação Mental”, quais “historinhas” positivas ou negativas têm em sua “memória”?

Veja algumas das crenças negativas mais comuns, que comumente chamamos de “limitantes”:

“Não sou bom o suficiente”

“Não tenho tempo para nada”

“Nunca vou conseguir dinheiro suficiente

“Nunca vou conseguir alcançar meus objetivos ou realizar meus sonhos

“Não consigo aprender isso”

“Não sei como resolver esse problema”

“Eu não posso / não consigo / não sei fazer isso”

“Os outros precisam mudar para minha vida melhorar”

“O mundo está em crise e por isso tudo está muito difícil para mim

Enfim... se reconheceu em você uma, algumas ou todas, não se desespere!

Reconhecê-las é o primeiro passo.

Agora é preciso trocá-las por crenças positivas que te impulsionam para um futuro mais próspero por meio da ressignificação.

Passo 1 – Identifique as suas crenças limitantes;

Passo 2 – Busque em sua memória a raiz delas – as situações que te fizeram acreditar isso e/ou as pessoas que repetiam isto para você;

Passo 3 – Crie uma frase positiva que possa substituir esta crença. Busque em sua memória situações que confirmem que já vivenciou o oposto, ou seja, sua nova crença. Caso não encontre, reviva mentalmente, algumas várias vezes, a situação-raiz, mas com comportamentos distintos e assim confirmando a nova crença.

Passo 4 – Escreva, leia, cante, repita, insista na sua crença positiva até que ela se fortaleça e se torne um hábito em sua vida.

E lembre-se: nossa natureza é ilimitada e há muitas formas de criar e curtir a vida. Escolha a sua por meio de novas crenças!

Na próxima semana, que tal falarmos sobre como definir os objetivos de 2019 de um modo muito mais poderoso?

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail