Home > Por dentro da IT

A mais importante revista de tecnologia do mundo

IT Mídia

18/06/2018 às 13h39

Foto:

No início da década de 1990, Adelson e Miguel viviam em hemisférios opostos do continente e da crise econômica, mas ambos se recusavam a ser escravos do passado. Dos Estados Unidos, Miguel continuou a fornecer componentes para Adelson e a representar a Sucesu. Ele visitava o Brasil, ao menos, uma vez ao mês e, em todas elas, encontrava o amigo.

A oportunidade de publicar no Brasil a revista de tecnologia que lia quando ainda era estudante da USP, na década de 1970, surgiu em 1991. Ficou sabendo que o grupo McGraw-Hill queria expandir para o mercado brasileiro e que Richard Ibrahim, então responsável pela publicação da revista PC Voice, tinha interesse na Byte. No entanto, para efetivar o negócio e conseguir a licença, precisavam de um investidor que bancasse os nada modestos royalties da revista.

Em paralelo a isso, o evento de informática da Sucesu começava a perder espaço para a Fenasoft, a Feira Nacional do Software, que desde 1987 vinha crescendo em público e relevância. Miguel, presidente da feira da Sucesu que ocorreria em setembro de 1991, teve a ideia de fazer o lançamento da Byte Brasil durante o encontro. O plano parecia incrível. Só precisavam convencer mais uma pessoa.

Miguel ligou para Adelson. Explicou que o mercado de publicações especialistas e de investimento em publicidade iria explodir, pois os gigantes da tecnologia entrariam fortemente no Brasil. Ao mesmo tempo, a abertura do mercado, a longo prazo, colocava em risco o negócio de integração de PCs, a exemplo do que já havia acontecido com outras indústrias, como a têxtil. Marcaram uma conferência por telefone – dos Estados Unidos, Miguel e Pedro Tadeu Silva, executivo que intermediava as negociações com a McGraw Hill; de São Paulo, Adelson e Richard.

Entraram em um acordo sobre como realizar o acerto com a editora. E, de suas reservas, Adelson tirou 100 mil dólares para pagar adiantado o ano de licença de publicação da Byte.

Conforme o planejado, o lançamento da revista ocorreu durante a Feira Internacional de Informática promovida pela Sucesu, em 1991, onde armaram um stand para o lançamento e a venda de assinaturas da revista. Todo o mundo queria fazer parte daquele momento histórico para a informática no Brasil. Fizeram um barulho de ressoar por toda a feira, não só com a conquista de leitores, mas com os coquetéis organizados ao final dos dias de exposição, no próprio espaço do stand, mostrando que eles, Adelson e Miguel, já sabiam fazer festa – e eventos – desde aqueles tempos.

Sob a gestão dos sócios Adelson e Richard, a equipe da nova revista, cerca de dez pessoas, instalou-se em duas salas de um edifício na Avenida Cásper Líbero, no bairro da República, em São Paulo. Mas a sociedade não durou muito. Miguel voltou para o Brasil, ao final de 1991, pensando em entrar no ramo de serviços de consultoria. Só que Adelson precisava de reforços.

Miguel recorda:

‘Ele não sabia o que era gerenciar uma empresa, nem vender anúncios para uma Microsoft, uma IBM. Ele me disse: você me pôs nisso, agora vem ajudar!’

 

Esse é um trecho da biografia "Sonhando com Pipas", em que conto com profundidade esse episódio e outras histórias que nunca havia exposto em minha trajetória de empreendedor. O livro está à venda das lojas físicas e online da Livraria Cultura.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail