Home >

PapoFácil: Wittel Colaboração e Insights

Flavio Xandó

29/01/2018 às 9h00

Foto:

Sergio Camilo, Vice Presidente Comercial, conta sobre a transformação da empresa em seus 25 anos desde o foco em Contact Centers para sua  solução WE Tools que monitora e promove o engajamento no uso das tecnologias sob demanda para obtenção dos resultados desejados por seus clientes. Clique na imagem abaixo para assistir.

Gravado dia 26/01/2018 na Wittel


PAPOFÁCIL #130 Wittel Colaboração e Insights
.
.

 A Wittel, empresa brasileira que completou 25 anos em 2017, é uma das primeiras a trabalhar com soluções de contact center no Brasil.

No ano passado, a Wittel lançou seu Command Center, unidade da área de Serviços ao Cliente, que integra o “WE Tools (Wittel Engagement Tools), plataforma de soluções com serviços integrados que promove a geração de valor para o negócio do cliente, além de oferecer tecnologia sob demanda.

Segundo o executivo, é importante que as empresas entendam que a tecnologia vem para trazer mais eficiência e maior comodidade e que, por trás dela, existem pessoas que precisam estar engajadas para extrair o melhor na utilização desta tecnologia, obtendo o melhor resultado para o cliente e para a empresa.

O Command Center garante o monitoramento, em tempo real, das operações dos clientes. Dessa forma, é possível intervir antes que o cliente percebe a existência de algum problema em seu contact center.

Esta divisão encaminha as informações para o Customer Success Group (CSG) que, por sua vez, gera insights estratégicos que promovam engajamento, eficiência e uma melhor experiência do usuário. Segundo a Wittel, o Command Center é o primeiro ponto de contato com o cliente, garantindo que toda a demanda referente ao contrato estabelecido passe por ali.

“Trabalhamos de forma consultiva para que o cliente alcance o máximo de resultados com a solução contratada. Por meio de nossas ferramentas, é possível levantar indicadores de adoção e imersão, para saber exatamente qual é o grau de utilização de cada solução”, afirma Camilo. Quando a Wittel percebe que o cliente não está utilizando todo o potencial das ferramentas, a empresa elabora planos de ação e realiza uma nova abordagem para melhorar a performance. “Trabalhamos junto ao cliente para ampliar a sua imersão. Se a equipe utiliza somente 10 das 30 funcionalidades, precisamos ajudá-la a mudar essa forma de trabalho para que obtenha resultados mais expressivos”, acrescenta.

A proposta da Wittel é que o Command Center, hoje utilizado por grandes corporações, também possa atender as demandas do mercado de pequenas e médias empresas.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail