Home > Xandó: Avaliações e Opiniões

PapoFácil: Conectividade e segurança da Ford Caminhões, que completa 60 anos

Flavio Xandó

09/10/2017 às 8h46

Foto:

João Pimentel, Diretor de Operaçõe Caminhões, resgata a história de 60 anos da empresa produzindo diversos tipos de caminhões e apresenta o modelo "conectado" que dispõe de muitas tecnologias de segurança e condução semi autônoma e também o interessante boné anti sono que auxilia o motorista a se manter desperto durante a condução. Clique na imagem abaixo para assistir.

Gravado dia 06/10/2017

PAPOFÁCIL #075 - Ford Caminhões 60 anos Conectividade e Segurança



CARGO CONNECT, O CAMINHÃO CONECTADO DO FUTURO, SERÁ ATRAÇÃO DA FORD NA FENATRAN

A Ford apresentou o Cargo Connect, caminhão com tecnologias inovadoras de assistência ao motorista e conectividade que será exibido durante a Fenatran – Salão Internacional do Transporte de Cargas. O veículo, desenvolvido pela marca no Brasil em parceria com empresas líderes do setor, tem como base um protótipo do Cargo 8x2 com transmissão automatizada. Sua proposta é trazer uma visão de como os caminhões vão evoluir no curto e médio prazo no Brasil antes da chegada do nível máximo de automação, representado pelos veículos autônomos.

O Cargo Connect conta com recursos avançados de segurança, como sistema autônomo de frenagem, alerta de ponto cego, assistente de permanência em faixa, piloto automático adaptativo, alerta de fadiga e monitoramento de 360 graus do caminhão com câmeras diretamente conectadas a uma central de operações. Tem também soluções voltadas à produtividade, como gerenciamento inteligente de carga, sistema de leitura de placas de trânsito, ajuste automático de torque e potência, sistema de diagnóstico preventivo e um aplicativo que mede o desempenho do motorista. Para a conectividade, oferece uma central multimídia no painel com tela de 7 polegadas.

“O Cargo Connect traz uma visão de caminhão conectado, com tecnologias inteligentes de direção semiautônoma que podem ser lançadas no mercado entre três meses e três anos”, diz João Pimentel, diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul. “São soluções já desenvolvidas para outros segmentos de veículos, classificadas como nível 2 de automação, que podem agregar produtividade e segurança antes da chegada dos veículos totalmente autônomos.”

O projeto, segundo o executivo, tem como foco principalmente o segmento de caminhões leves e médios para atender caminhoneiros autônomos e pequenos frotistas, público que é carente de inovações para facilitar o seu dia a dia. O protótipo foi desenvolvido em parceria com a Bosch, líder em tecnologia de sensores, a Autotrac, líder em rastreamento e telemetria, a Cummins e a Eaton, tradicionais fornecedoras de motores e transmissões dos caminhões Ford, além de contar com o apoio do Instituto PARAR, que lidera iniciativas e discussões em relação à educação no trânsito e o valorização da vida nas estradas e cidades.

As tecnologias do Cargo Connect aumentam a segurança e produtividade do caminhão em todas as fases de operação: carregamento, rodagem em trecho urbano, viagem rodoviária, parada de descanso, descarregamento e manutenção. A seguir, uma descrição dos seus recursos.

Sistema autônomo de frenagem de emergência

Também conhecido pela sigma AEB, o sistema é capaz de evitar ou atenuar consideravelmente o impacto de colisões traseiras, que estão entre os piores acidentes. Por meio de radar e câmera, ao detectar um obstáculo à frente ele prepara o veículo para uma frenagem de emergência e alerta o motorista. Se este não responder, o sistema realiza uma frenagem parcial e, assim que o motorista pisa no freio, aumenta a potência da frenagem. Se o motorista não tomar nenhuma ação, realiza a frenagem autônoma de emergência.

Alerta de ponto cego

Por meio de dois radares, instalados um em cada lado do parachoque dianteiro, o sistema monitora continuamente as áreas no ponto cego do motorista, que nos caminhões são bem maiores que em outros veículos. Ao detectar a aproximação de veículos, ele alerta o motorista acendendo um símbolo integrado no espelho retrovisor. O sistema também auxilia o motorista em mudanças de faixa, alertando sobre potenciais perigos ao acionar o pisca.

Assistente de permanência em faixa

Através de uma câmera, o sistema monitora as marcações da pista para determinar a posição do veículo em relação à faixa. Caso detecte que o veículo está a ponto de sair da faixa involuntariamente, sem o acionamento do pisca, ele alerta o motorista com uma vibração no volante. A função é ativada a partir da velocidade de 60 km/h. Ele tem capacidade de atuar inclusive com chuva e outras situações de baixa visibilidade, evitando situações de risco.

Piloto automático adaptativo

Com o auxílio de um radar que monitora a área à frente do veículo, o sistema permite programar uma velocidade constante, ajustada ao fluxo do trânsito e mantendo uma distância predefinida do carro à frente. Ao identificar um veículo à frente, ele desacelera ou aplica uma frenagem suave para ajustar a velocidade. Além de permitir uma viagem mais confortável e segura, com menor risco de colisões, economiza combustível evitando frenagens e acelerações bruscas .

Alerta de fadiga

Por meio de um software que analisa constantemente o comportamento do motorista, o sistema é capaz de detectar se ele está com sonolência e emite um sinal visual e sonoro para fazer uma parada de descanso. Para isso, o sistema conta com informações da câmera e do sensor de ângulo de direção, reconhecendo fases em que o motorista deixa de controlar brevemente o volante e depois corrige abruptamente. A transição entre sentir-se cansado e cochilar ao volante é sutil e geralmente passa despercebida pelo motorista. Esse sistema pode ser complementado com o recurso do Boné de Alerta, uma inovação desenvolvida pela Ford.

Monitoramento de 360 graus

Composto por quatro câmeras – instaladas na frente, traseira e laterais do caminhão –, o sistema permite uma visão de 360 graus ao seu redor, na tela do painel ou por acesso remoto, pelo celular ou computador. As imagens são integradas por uma central inteligente, com algoritmo de calibração. Além de otimizar a visão do motorista em rodagem, facilita as manobras e reduz os riscos de acidentes e furtos.

Estacionamento seguro

Ter um ponto de parada seguro durante a viagem, com local protegido para estacionar o caminhão e acomodações para o motorista, é uma dificuldade comum enfrentada pelos caminhoneiros. O Estacionamento Seguro Ford é um sistema que poderá oferecer esse serviço utilizando a estrutura dos distribuidores da Rede Ford Caminhões no Brasil. Com agendamento feito por meio de um aplicativo, será possível pernoitar nos distribuidores, estacionando nos pátios equipados com câmeras de acesso e monitoramento. Além de dispor de dormitório, chuveiro e refeitório, o motorista também poderá aproveitar a parada para fazer serviços de manutenção no caminhão.

Gerenciamento inteligente de carga

Quatro sensores instalados no chassi do caminhão permitem monitorar em tempo real e on-line a carga transportada no veículo. Além de aumentar a segurança, garantindo o atendimento da Lei da Balança e a correta distribuição da carga no veículo, o sistema também pode ser usado para comprovação e cobrança do volume transportado. Por indicar o correto peso e distribuição da carga, contribui para evitar sobrepeso e o desgaste excessivo, preservando os componentes do veículo.

Reconhecimento de sinais de trânsito

Por meio da câmera multifuncional, o sistema detecta e classifica os sinais de trânsito circulares, triangulares e retangulares, como limites de velocidade, restrições de ultrapassagem, incluindo os pontos inicial e final dos trechos onde os limites de velocidade estão em vigor. Também reconhece sinais como "parar", "direito de passagem“, “passagem preferencial”, “setas de curvas” e "obras na pista”. Para evitar a ultrapassagem dos limites de velocidade e multas, ele mostra para o motorista a última placa visualizada. No futuro, poderá ser integrado ao piloto automático para ajustar automaticamente a velocidade.

Ajuste automático de torque e potência

Combinando os dados da carga transportada, da transmissão e velocidade do caminhão, o sistema calibra automaticamente a potência e o torque do motor para obter o melhor desempenho com menor custo em cada condição de rodagem. Além de economizar combustível, reduz o desgaste e aumenta a durabilidade do equipamento.

Controle de farol inteligente

O sistema utiliza a câmera multifunção para garantir uma iluminação mais segura à noite sem ofuscar os demais motoristas. Ao detectar um veículo em sentido contrário, ele abaixa o farol alto e o religa automaticamente em seguida. Também ajusta o alcance do foco automaticamente para oferecer máxima visibilidade.


Sistema de diagnóstico preventivo

Por meio de um aplicativo, o motorista recebe informações sobre o estado dos principais componentes do caminhão para programar a sua manutenção antes da ocorrência de qualquer problema que interrompa a viagem. As informações são gerenciadas pelo módulo do caminhão e também podem ser acompanhadas pelo gestor da frota. Além de evitar paradas não programadas, otimiza o controle preventivo da manutenção.

Aplicativo de desempenho do motorista

Por meio de um aplicativo que segue o mesmo conceito dos “games”, o motorista pode conferir detalhes do seu desempenho na direção e comparar os resultados com o de outros motoristas da frota, ou de veículos semelhantes. Com isso, recebe orientação para melhorar seu comportamento na direção. O sistema também pode ser usado pelo gestor da frota como parâmetro para remuneração ou premiação do motorista com base na produtividade da operação.

FORD CAMINHÕES CRIA O “BONÉ ALERTA”, RECURSO INÉDITO DE SEGURANÇA PARA O CAMINHONEIRO

A Ford Caminhões desenvolveu uma tecnologia inovadora para ajudar os caminhoneiros a rodar com mais segurança e evitar uma situação comum na sua rotina de viagens: o cansaço no volante. Trata-se do Boné Alerta, que à primeira vista parece um boné comum, mas vem equipado com sensores capazes de interpretar os movimentos de cabeça do motorista e avisa ao detectar que ele está sonolento – ou, como se diz popularmente, “pescando” na direção.

O alerta é feito pela geração de três tipos de sinais: vibratório, visual e sonoro, orientando o motorista a fazer uma parada de descanso antes de seguir viagem. O primeiro passo na criação do acessório foi a realização de um estudo para identificar os movimentos do caminhoneiro relacionados à sua rotina normal de trabalho e os que indicam sono. Essa base de dados depois foi transferida para a unidade central de processamento boné, que funciona conectada a um acelerômetro e um giroscópio para identificar cada tipo de situação.

A novidade foi apresentada como parte da comemoração dos 60 anos de produção de caminhões Ford no Brasil, simbolizando o espírito de inovação da marca e o seu investimento constante em pesquisa focada na segurança do trânsito e dos milhares de profissionais que dirigem diariamente para movimentar a economia do País.

“A Ford é a primeira montadora a pensar em um ‘wearable’ (tecnologia de vestir) para utilização enquanto o motorista está ao volante e que pode contribuir na prevenção de acidentes. Dessa forma, reforçamos nosso compromisso de trazer tecnologia embarcada não só nos veículos, mas também em acessórios capazes de facilitar a vida do motorista, e o foco na segurança como prioridade nos nossos investimentos em tecnologia”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.

O Boné Alerta da Ford foi testado durante oito meses por um grupo selecionado de motoristas, por mais de 5.000 km em condições reais de rodagem. Ele também foi apresentado a especialistas da área de segurança de tráfego e estudos do sono, que reconheceram o seu potencial para auxiliar na prevenção de acidentes nas estradas.

O protótipo se encontra em fase de testes, com vistas ao processo seguinte de patenteamento e certificação, e ainda não há planos para a sua produção e comercialização no curto e médio prazo. Mas a Ford mostrou interesse em dividir essa tecnologia com parceiros e clientes para avançar no seu desenvolvimento e viabilizar a sua introdução no mercado.

Perfil do caminhoneiro

A pesquisa do perfil dos caminhoneiros realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) em 2016 revela que mais de 60% desses profissionais consideram a profissão perigosa. Eles rodam em média cerca de 10.000 km por mês e cerca de 45% já receberam a oferta de algum tipo de droga ou substâncias ilícitas, principalmente em postos de combustível. Além disso, mais de 11% se envolveram em pelo menos um acidente nos últimos dois anos.

Esses dados são um indicador do nível alto de estresse da profissão e o potencial do Boné de Alerta de contribuir para os caminhoneiros terem uma direção mais segura. A pesquisa mostra também que esses profissionais têm em média idade de 44 anos e atuam na profissão há 18 anos. Já a idade média dos caminhões utilizados é de quase 14 anos.

Suas principais preocupações são o custo do combustível (46,4%), valor baixo do frete em relação aos custos (40,1%) e assaltos e roubos (37,6%). Como pontos positivos da atividade, eles citam principalmente a possibilidade de conhecer novos lugares (47%) e conhecer novas pessoas (33%).

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail