Home > Gestão de conhecimento: potencializando a estratégia organizacional

Redes semânticas e ontologias

Fernando Zaidan

14/08/2013 às 9h51

Foto:

Antes de qualquer coisa, seria interessante (caso você ainda não saiba), ler um pouco sobre redes semânticas:

<http://pt.wikipedia.org/wiki/Rede_sem%C3%A2ntica

http://en.wikipedia.org/wiki/Semantic_network>

Agora ... vamos ao nosso artigo.

Sabe-se que os sistemas de organização do conhecimento aumentam em complexidade. Diante disto, há um número crescente de dimensões, características ou formas de definir, com foco no esclarecimento, o que se chama de ?termos?. As redes semânticas ajudam (e muito) trazendo, em conjunto, todos estes conceitos e possibilita marcá-los semanticamente, de forma que poderemos olhá-los de muitas maneiras diferentes.

Tais conceitos são os nós (ou vértices) das redes. Os nós podem ser representados por artigos ou parágrafos de textos extensos. O que se busca é conectar essas informações, ou seja, conectar esse tipo de tratamento conceitual nos documentos.

As pessoas falam sobre redes semânticas, mas não existe algo palpável, que podemos demostrar na prática e na íntegra. Por outro lado, todo mundo almeja a web semântica (que está palpável). O trabalho baseado nas ideias de Tim Berners-Lee extrapolou a engenharia. O sucesso está sendo alcançado, mas com muito esforço (pesquisa). Os conceitos na base das redes semânticas e da web semântica são realmente intrigantes.

Então ...existe outra forma de alcançar os objetivos, ou seja, colocar em prática?

Há uma grande quantidade de sistemas sendo utilizados (isto não é novidade!). Por outro lado, quando falamos de redes semânticas, estamos realmente falando de um ideal que ainda não foi alcançado. No momento, estamos (apenas) assistindo a tudo isto acontecer.

Contudo, devemos estar prontos para adotar ontologias e web semântica. As redes semânticas são possíveis apenas no laboratório. Ainda não é viável para uma coleção extensa. Se você tem 600 mil ou 1,2 milhão de documentos, não se pode fazê-lo. Não agora.

De fato, existem alguns protótipos interessantes. Existe um modelo rodando para 5.000 documentos e quando se acrescenta o documento número 5.001, ele trava (modelo desenvolvido por Jim Doe). Então, se você tem uma coleção de mais de 5.000 documentos, espere um pouco para obter algo que pode tornar-se uma rede semântica.

E qual seria a saída nos dias atuais? Bem ...pode-se marcar semanticamente os dados, obter uma ontologia ou obter um dicionário de sinônimos, ou mesmo ter uma taxonomia para começar. Construir seu tesauro agora, também é perfeitamente possível. Desta forma, você estará bem posicionado para seguir em frente.

Mas, se alguém tentar lhe vender uma rede semântica, seria como vender uma ponte que atravessa o rio Hudson, em Nova York. Se você pode comprar a ponte do Brooklyn, você pode comprar uma rede semântica.

Fontes:

http://taxodiary.com/2011/07/ontologies-and-semantic-networks/

http://en.wikipedia.org/wiki/Semantic_network

http://en.wikipedia.org/wiki/Taxonomy

http://en.wikipedia.org/wiki/Thesaurus

Acessos em: 25 jul. 2011

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail