Home > Marca Pessoal - Seu maior ativo

Trabalhar a sua marca pessoal vai ajudar a vencer barreiras

Ainda hoje a maioria das mulheres é a responsável pelo cuidado da casa, dos filhos e da família, em sua dupla ou tripla jornada de trabalho

Deize Andrade

08/03/2019 às 9h53

Foto: Banco de imagens

Maridos participam mais, é verdade, mas não basta ajudar, é preciso dividir, ser corresponsável. Ambos, homem e mulher, precisam ter espaço para aprender, para se desenvolver, para colocar sua força produtiva nos seus objetivos e sonhos.

Antes disso, as jovens quando chegam em seu momento de escolher a carreira a seguir, encontram barreiras de todo o tipo, começando pela própria família que não as apoia se buscam carreiras que ainda hoje são consideradas masculinas, principalmente as do grupo STEM (Science, Technology, Engineering, Mathematics).

Parece incrível que isso ainda aconteça? Pois sim!

Patricia Correa idealizou o “Elas por Elas”, um grupo de pessoas motivadas a mudar o mundo a nossa volta e ajudar mulheres a quebrar paradigmas e vencer. A princípio somos 12 mulheres, de campos diferentes, com talentos diversos, e experiências variadas no mercado de trabalho, empenhadas em ouvir e trazer soluções a outras mulheres que ainda estão buscando o seu caminho.

Dia 7/3, em comemoração ao dia internacional da mulher, fizemos nosso primeiro evento recebendo em torno de 60 estudantes de cursos como Mecatrônica, Eletroeletrônica, Ferramentaria e outras profissões consideradas “masculinas” do SENAI, Vila Leopoldina. Nosso objetivo era escutar os desafios e obstáculos que elas encontram no seu dia a dia. E ainda que muito tenha mudado, os relatos continuam muito parecidos com os do século passado.

Então, o que podem fazer as mulheres para que suas escolhas sejam mais respeitadas, para que se sintam valorizadas, mesmo quando estão em ambientes tradicionalmente ocupados pelos homens?

Mulheres, trabalhem a sua marca pessoal!

 

 

E aí, talvez você pense: e o que isso tem a ver?

Voltemos ao relato das moças em nosso encontro. Elas falaram da falta de apoio da família, do machismo, da insegurança que lhes ataca de tanto que são desconsideradas e desmerecidas, da falta de motivação que sentem de tantas barreiras que encontram, muitas vezes, apenas porque são mulheres.

Ainda que acreditem em suas escolhas, o mundo do trabalho ainda patriarcal na maioria das empresas e escolas, é injusto com todos, mas principalmente com elas.

E o que precisam essas jovens para se estabelecer, enfrentar esses padrões que se repetem e repetem desde sempre? Confiança. A frase já conhecida “lugar da mulher é onde ela quiser estar” foi repetida muitas vezes. Só que é fácil falar. Porém ser reconhecida e estimada, estando onde quiser estar, não é o que vemos ou ouvimos.

 Autoconhecimento

Para ganhar segurança, para aumentar a confiança em nossas potencialidades, o autoconhecimento é fundamental. Para todos.

E para trazê-lo como ferramenta para o desenvolvimento profissional, nada melhor que fazer a gestão de sua marca pessoal, de forma consciente e estruturada!

É um trabalho contínuo, que vale para quem está começando, para quem já vai em meio de carreira, vale para jovens, velhos, mulheres e homens!  Começa sempre pelo autoconhecimento.

Identificar nossas habilidades e competências, saber no que somos fortes, entender nossas dificuldades e investigar o que realmente queremos para nossa vida, presente e futuro. Desfazer-se de crenças limitantes, encontrar a nossa vocação, explorar todo o nosso potencial!

Só esta etapa já nos deixa mais seguros do que somos e capazes de decidir o que é bom para nós, se ficamos ou nos vamos quando os desafios são grandes demais para ser enfrentados naquele momento.

A partir daí, é possível traçar um plano consistente para alcançar nossos objetivos, encontrando saídas para driblar os obstáculos, mudar o que for possível e ajustar o rumo de nossa vida ao que nos convém e nos traz mais satisfação.

E ouso dizer, até influenciar os que estão ao redor para uma mentalidade de crescimento, inclusão e diversidade, acolhendo pessoas por seus méritos, pelo que têm a contribuir, independente de gênero, raça, religião ou qualquer outra coisa.

Cuidar da sua marca pessoal traz consciência de quem você é, do valor que tem, e lhe ajuda a ter uma estratégia clara para comunicar o que é, o que deseja e o que está disposto a dar e fazer para que isso aconteça.

Por isso, recomendo. Assuma o controle da sua vida e da sua carreira, fazendo a gestão de sua marca pessoal!

Com seu conhecimento e uma boa estratégia, você pode enfrentar e superar qualquer obstáculo que venha pela frente!

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail