Home > Notícias

Com foco em nuvem, b-datum quer ser referência em troca de dado seguro

Vitor Cavalcanti

10/10/2014 às 11h24

Com foco em nuvem
Foto:

Tudo é muito novo na b-datum. A companhia, que existe juridicamente há quase dois anos, mas há menos de um opera comercialmente, viu sua estratégia acelerar após receber investimento do fundo especializado Haya Investimentos em meados de 2013. De lá para cá, a empresa conhecida por sua solução de backup de informações de laptops e desktops em nuvem tem expandido sua plataforma com a pretensão se ser referência em troca de dados de forma segura.

E com esse pensamento, querendo expandir sua atuação, mas tendo como premissa desenvolver em cima da plataforma existente, rodando em nuvem e comercializado como serviço, a companhia já conta com sete produtos. Eles vão desde backup para laptops, servidores, serviço de arquivamento, gravação de ligações de call center com metadados e tags, armazenamento de imagem, até um concorrente do Dropbox, batizado de Meu Disco, mas que, segundo os executivos da b-datum, tendo como diferencial a troca segura de informações.

“Trata-se da primeira solução nacional para compartilhamento seguro. No Dropbox, a informação compartilhada sai do controle, já no Meu Disco, o usuário que receberá o arquivo precisa ser pré-cadastrado e cada um tem permissões diferentes”, compara Renato Morcelli, diretor comercial da companhia.

O sétimo produto da família, o B-metria, deve ser colocado no mercado a partir do dia 15/10. Como explicou o cofundador e CEO da companhia, Thiago Rondon, o foco deste produto será fazer um inventário da rede mapeando hardware e software, algo que deve ajudar bastante as áreas de TI no controle do parque e, futuramente, até na gestão de contratos, uma vez que ele saberá quais softwares estão instalados, o que está em uso e, especificamente em hardware, será possível controlar até se alguém trocar a memória da máquina.

Questionados sobre a estratégia da empresa e foco de atuação no mercado, os executivos disseram que, atualmente, clientes de diversas indústrias e portes têm aderido aos produtos, mas se for observado o portfólio, fica claro que a parte de backup de dados de laptop, desktop e mesmo servidores funciona bem para o mercado de PME, uma vez que grandes corporações contratam esse tipo de serviço desde a fundação de um data center ou mesmo quando utilizam modelos de nuvem ou colocation. Já produtos como Meu Disco ou B-metria têm aderência em companhias de grande porte.

Algo que Rondon frisou é que eles também têm feito parcerias com desenvolvedores de software, como a Intercamp, que tem ERP para postos de gasolina, ou fabricantes de hardware, para embarcar as soluções b-datum, de forma que os clientes possam habilitar os serviços facilmente.

Hoje eles contam com 100 clientes e parceiros. Parte da venda acontece automaticamente, como é o caso do Meu Disco e do serviço de armazenamento de imagens de câmera, os demais, embora sejam adquiridos na modalidade serviço, pedem uma equipe de vendas atuante. Para dar capilaridade, a b-datum recorre à venda por canais; são 25 neste momento, a maioria concentrada na região Sudeste. O parceiro de nuvem responsável por rodar as soluções da companhia é a AWS.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail