Home > Colunas

Como o chatbot se torna aliado para a expansão da Previdência Privada

O uso da inteligência artificial se tornou um grande aliado no esclarecimento de dúvidas referentes ao assunto da reforma da previdência social.

*Alexandre Melo

10/08/2019 às 12h40

chatbot
Foto: Shutterstock

As incertezas geradas em torno da reforma da previdência social proposta pelo governo federal fizeram com que a procura pelos planos privados disparasse em todo o país. Se por um lado o interesse aumentou, do outro a alta demanda tem esbarrado na falta de informações sobre o tema tanto pelo consumidor quanto nos escritórios de investimento.

Em meio a toda essa dificuldade em saber mais sobre o assunto, o uso da inteligência artificial se tornou um grande aliado no esclarecimento de dúvidas referentes ao assunto. E será mais importante ainda para as seguradoras, corretoras, escritórios de investimento e até mesmo bancos, pois a aplicação da tecnologia é capaz de gerar novos clientes em um mercado em franca expansão.

Essa contribuição concedida pela evolução tecnológica chegará por meio do chatbot, que consiste em uma tecnologia com capacidade de aprender através da interação junto aos usuários. Com o aumento do uso e número de consultas, com certeza o sistema terá mais subsídios para mostrar aos segurados interessados as vantagens de incrementar ou até mesmo migrar do regime geral do INSS para o privado. E a ajuda da tecnologia vem justamente no momento certo porque o mercado de Previdência Privada já tem registrado um crescimento real nos últimos anos.

A quantidade de consultas sobre a previdência privada subiu quase 15 vezes desde quando a reforma foi apresentada pelo governo, em fevereiro, de acordo com um importante buscador de aplicações financeiras. Já nos escritórios de investimento, houve um incremento de 30%, em média. A tendência agora é aumentar ainda mais com a aprovação em primeiro turno no Congresso Nacional.

Se o interesse tem registrado uma elevação significativa, as contribuições efetivas aos planos privados também subiram no primeiro trimestre e somaram R$ 23,6 bilhões de acordo com a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). Nos três primeiros meses de 2018, o montante chegou a R$ 25,4 bilhões. É possível que isso já seja um reflexo da demanda motivada em razão da Reforma da Previdência.

O aumento de fato concretizado na Previdência Privada chegou a 3,5%. Ou seja, esse crescimento não está na mesma proporção em relação à alta exponencial registrada na procura, impulsionada pelos debates em torno das
reformas. Esse contexto reflete com exatidão como o segmento tem muito a se expandir caso as informações de um mercado repleto de particularidades e de detalhes comecem a ser disponibilizadas pelas corretoras e agências num
esforço de incentivar os clientes a fechar a aquisição desses planos. A partir daí, entra a ajuda de um chatbot especializado no assunto.

A utilização de um sistema do gênero para oferecer informações sobre Previdência Privada passa a se tornar de fundamental importância para as seguradoras, corretoras, escritórios de investimento e profissionais autônomos
de investimento, em meio à “era dos robôs” capazes de melhorar o atendimento ao cliente. Além dessa importante atenção, um chatbot especialista no setor também fará a geração automática dos “leads” – potenciais clientes do serviço – que podem ser convertidos em fechamento de vendas ou de adesões aos planos do gênero. Por outro lado, essa tecnologia será alimentada com as dúvidas surgidas pelos interessados para que possa aprender através dessa interação.

Como consequência, haverá mais informações disponíveis aos potenciais investidores. Dessa forma, a aplicação de um chatbot especialista irá movimentar o mercado privado de Previdência por meio do esclarecimento de dúvidas e, ao mesmo tempo, atender a uma necessidade do mercado que tinha uma carência de informações referentes ao segmento. Na prática, soluciona duas demandas de uma só vez. Afinal de contas, a reflexão sobre a necessidade de garantir uma aposentadoria complementar falou mais alto na consciência das pessoas.

Além disso, a aplicação de um sistema igual a esse pelos escritórios de investimento e corretoras como um atrativo aos clientes permite que os especialistas em Previdência Privada direcionem um tempo maior na movimentação do mercado, com a geração e fechamento de novos planos junto aos potenciais investidores. A tecnologia está aí justamente para facilitar o trabalho, sempre de forma estratégica. Tanto que as empresas em geral já perceberam essa tendência.

De acordo com a pesquisa “State of Service”, realizada pela SalesForce, especializada em CRM (termo em inglês para Gestão de Relacionamento com o Cliente), 30% das empresas do país usam o chatbot para ter um contato direto com os consumidores e outros 41% têm planos para o uso nos próximos 18 meses. E a projeção de crescimento dessa tecnologia no Brasil é de 137%. Esse percentual está bem alinhado aos 136% previstos como média global. Se outros setores já perceberam que o sistema pode ser aliado para os negócios, agora é a vez do mercado de Previdência Privada também seguir essa tendência.

*Por Alexandre Melo, diretor-geral da ViaCognitiva empresa de Inteligência Artificial e idealizador do chatbot especializado em previdência privada Otto

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail