Home > Notícias

Computador do Google vence partida de jogo chinês Go

Tissiane Vicentin

16/03/2016 às 10h38

Computador do Google vence partida de jogo chinês Go
Foto:

Não é a toa que Lee Sedol, vice-campeão mundial de Go, tem esse título. Depois de perder algumas partidas contra o computador da DeepMind, o jogador conseguiu vencer a máquina.
Para quem não se lembra, a DeepMind é uma empresa adquirida pelo Google e que tem como uma dos principais metas criar um software que seja mais poderoso que cérebro humano? Eles estão cada vez mais próximos de seu objetivo. 
O seu computador é equipado com inteligência artificial e utiliza algoritmos para "aprendizagem de máquina de uso geral", ou seja, ele não só aprende coisas novas com o passar do tempo, mas também consegue se autoensinar.
Recentemente, a companhia entrou em um torneio de Go, um jogo estratégico chinês bem antigo e que tem como premissa o uso da intuição para ganhar - e não da matemática pura, como outros games do tipo, como o cubo de Rubik ou xadrez. Com o algoritmo Alpha-Go,
O computador já havia vencido o atual tricampeão europeu de Go, Fan Hui, por 5 a 0 em um torneio-teste do jogo, antes de encarar Lee Sedol em março. 
Na coletiva de imprensa pós-torneio, Lee foi ovacionado pelos presentes. Ele já havia demonstrado que estava confiante em outras entrevistas, mas provavelmente esperava que o placar tivesse sido o oposto do que foi: 1-4 para AlphaGo. Apesar disso, ele também mostrou que a competição foi ainda mais interessante.
"Ele [o computador] me fez questionar a criatividade humana. Quando vi os movimentos de AlphaGo, me perguntava se os que eu conhecia eram certos", disse Lee durante a coletiva. "Seu estilo era diferente, e foi uma experiência tão incomum que levei um tempo para me ajustar."
Hassabis também se pronunciou sobre o torneio, afirmando que Lee expôs uma porção de fraquezas do AlphaGo que ele posteriormente tentará endereçar.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail