COMUNIDADE
PC

Mercado de PCs registra alta nas vendas, mas queda na receita

Vendas crescem 5% e receita cai 6,5%, segundo números da IDC

O mercado brasileiro de PCs segue demonstrando sinais de recuperação. Segundo números da IDC, o segundo trimestre de 2017 registrou 5% de crescimento nas vendas, em relação ao mesmo período do último ano. Foram comercializados 1,243 milhão de equipamentos entre os meses de abril a junho de 2017, contra 1,182 milhão no mesmo período de 2016. Mas, por outro lado, a receita do segundo trimestre de 2017 foi de R$ 2,7 bilhões, queda de 6,4% em comparação a 2016.

Na comparação com primeiro trimestre de 2017, o crescimento nas vendas foi de 12%. Do total de computadores vendidos no período, 396 mil são desktops – 10% a menos do que no mesmo período de 2016, quando foram vendidas 438 mil máquinas -, e 847 mil notebooks – 14% a mais na comparação com o segundo trimestre do ano passado, quando foram vendidos 744 mil equipamentos.

Pedro Hagge, analista de pesquisa da IDC Brasil, comenta que o crescimento no primeiro semestre de 2017 mostra que o mercado ainda tem fôlego para fechar um bom ano. Para o especialista, a liberação do dinheiro do FGTS contribuiu para o aumento nas vendas. “Além disso, os fabricantes passaram a oferecer computadores com preços mais acessíveis, em torno de mil reais, o que alavancou o mercado”, explica.

Segundo Hagge, este movimento trouxe de volta uma parcela da população que não tinha condições de compra e outra que precisava renovar as máquinas.

Varejo na liderança

O estudo mostra que o mercado voltado ao consumidor final continua na liderança das vendas, com 68% de participação. O varejo vendeu 843 mil equipamentos, o que representa crescimento de 6% ante 795 mil de abril a junho de 2016. O mercado corporativo também mostrou números positivos. No segundo trimestre de 2017, 400 mil máquinas foram destinadas ao segmento, alta de 3% em relação ao segundo semestre de 2016, quando foram 387 mil. Quanto ao tíquete médio dos computadores no segundo trimestre de 2017 foi de R$ 2.177, contra os R$ 2.445 de 2016, recuo de 11%. Já na comparação com os três primeiros meses de 2017, houve aumento de 2% na média de preços.

Previsão para 2017

Para 2017, a IDC Brasil prevê crescimento de 1,2% na comparação com o ano de 2016. “Acreditamos que o mercado chegue a 4,55 milhões de unidades vendidas, sendo 1,6 milhão de desktops e 2,9 milhões de notebook. A receita deve ficar na casa dos R$ 10,3 bilhões”, finaliza Hagge.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.