COMUNIDADE

Remessas mundiais de tablets caem 8,5% no primeiro trimestre

Consultoria IDC aponta migração lenta da tecnologia. Destacáveis são destaque do mercado

O mercado mundial de tablets, mais uma vez, recuou. No primeiro trimestre de 2017, segundo dados da IDC, foram registrados embarques globais de 36,2 milhões de unidades, declínio ano a ano de 8,5%.

Os números do período marcam o décimo trimestre consecutivo de queda dos embarques de tablets em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, com os cinco trimestres anteriores registrando retração de dois dígitos.

O mercado de tablets é composto de duas categorias de produtos, que caminham em direções muito diferentes, como observado pela IDC. Dispositivos que oferecem um teclado, que a consultoria define como destacáveis, continuam a crescer na maior parte. Muitos desses dispositivos rapidamente saltaram por se assemelhar a produtos que a IDC designa como PCs portáteis tradicionais ou laptops. A outra categoria de produtos são os tablets tradicionais (os que não têm essa opção de teclado), que viu os embarques atingirem o pico em 2014 e está agora em um declínio acentuado.

Ryan Reith, vice-presidente do estudo da IDC, afirmou que a taxa em que o mercado de tablets cresceu de 2010 para 2013 era diferente de muitos outros mercados de dispositivos orientados para o consumidor. “No entanto, por muitas razões os consumidores tornaram-se menos ansiosos para atualizar esses dispositivos ou em alguns casos comprá-los. Continuamos a acreditar que o principal fator para isso foi a crescente dependência de smartphones”, analisou.

A previsão da IDC é que os destacáveis continuarão a ultrapassar os tablets tradicionais nos envios, mas o pêndulo do mercado parece balançar para trás em favor dos destacáveis. Ainda assim, o mercado destacável provou que se moverá com grandes lançamentos de produtos e a Microsoft e a Apple ainda não lançaram os produtos de 2017.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.