COMUNIDADE

ONDiGO transforma relacionamento com cliente da nova era

Empresa israelense junta-se à Global BDP e traz ao Brasil tecnologia para captura automática de dados

A mobilidade impactou de maneira irreversível o comportamento dos consumidores no planeta e tecnologias têm ajudado a conhecer esse novo personagem e a fortalecer seu relacionamento com as empresas. Muito além do CRM tradicional, agora é preciso modernizar a forma de capturar os dados dos clientes transformados pelo universo móvel.

Esse é o diferencial que a israelense ONDiGO, nascida em 2012, exibe e oferece no mercado por meio de uma plataforma, de mesmo nome, que se posiciona, segundo a empresa, um passo à frente no cenário de CRM. “Estamos mudando a forma como as empresas capturam seus dados e interagem com eles”, diz Yoni Dariel, CEO e cofundador da ONDiGO.

O assunto está em evidência, alerta ele, porque, hoje, todas as empresas têm foco no cliente, mas a forma de coleta de dados desse relacionamento está apoiada no conceito tradicional de CRM praticado no mercado.

A questão é que, afirma Dariel, os benefícios da mobilidade ainda não são refletidos no setor de CRM. “É justamente essa virada que queremos promover”, desafia.

Ele explica que o ONDiGO é uma plataforma de operações de vendas alimentada por inteligência artificial (AI, na sigla em inglês), que aumenta o desempenho final das equipes de vendas.

A tecnologia alavanca indicadores quantitativos, como tendências, sentimentos e velocidade de engajamento para aumentar as taxas de ganhos, encurtar ciclos de vendas e capturar padrões de sucesso repetitivos.

Atualmente, a solução é utilizada por mais de 160 empresas globalmente. Seu ineditismo fez com que a organização ganhasse o prêmio de melhor ferramenta de gestão e performance para vendas pela SalesTech Awards, que reconhece empresas e indivíduos que demonstram excelência, inovação e liderança no mercado de tecnologia de vendas. A startup também foi selecionada para participar do programa 500 Startups em Israel.

No automático

Dariel relata que normalmente a área de vendas quer fechar negócios, mas os gerentes não gostam de imputar dados em seus CRMs. Em vez de perseguir os dados, como acontece nessas ferramentas tradicionais, o ONDiGO captura informações de integrações feitas por e-mail, mensagens, reuniões agendadas no calendário e ligações. As atualizações no sistema são realizadas em tempo real e de forma automática. Com isso, a equipe de atendimento e vendas foca no que realmente faz sentido: o relacionamento com o cliente.

O mais interessante é que ONDiGO sincroniza automaticamente todas as atividades do time no Salesforce, analisando a performance e alertando para os pontos de atenção que precisam de ação imediata.

Para trazer a ferramenta para o mercado nacional, a ONDiGO firmou parceria com a Global BDP, empresa nacional que surgiu há quase dois anos com o objetivo de atuar no desenvolvimento de negócios na área de tecnologia. A Global BDP tem como sócio José Ruy Antunes, executivo que já comandou grandes companhias no País.

“Focamos em startups de Israel. Elas miram mercados internacionais, portanto são diferentes das que surgem na Europa, China, EUA e Brasil, que nascem e se fortalecem localmente. Assim, a sinergia com o País é grande”, observa Antunes.

Diante da complexidade do mercado nacional, a Global BDP se posiciona como um facilitador de negócios para as israelenses, acelerando negócios locais em uma verdadeira relação ganha-ganha.

Agilidade no front

Illan Sztejnman, associate & business director da Global BDP, destaca que o ONDiGO pode economizar de uma a duas horas por dia de trabalho para a equipe, quando comparado a um sistema tradicional de CRM, em que as informações são inseridas manualmente.

“Ele transforma o CRM em um grande banco de dados. O diferencial é o BI, capaz de transformar as interações em um painel de acompanhamento. Assim, faz análise comparativa de resultados da equipe”, detalha Sztejnman.
Em razão de seus diferenciais, revela o executivo, o ONDiGO já tem alguns pilotos em andamento por aqui. A expectativa é efetivar clientes nos próximos meses.

“O mercado brasileiro representa grande oportunidade”, anima-se Dariel, que acredita no potencial da inteligência artificial para tradução de dados em insights. “As companhias precisam deixar que a tecnologia faça o seu trabalho e as pessoas foquem nas relações”, finaliza.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.