COMUNIDADE

Cisco fortalece IoT para conectar próximo bilhão de dispositivos

Companhia apresenta novidades para reforçar plataforma de internet das coisas

Anunciado como a principal revolução da sua história, o novo conceito do Cisco Digital Network Architecture (DNA) traz ao mercado o modelo de rede intuitiva para a “nova era” de redes, soluções e serviços de gerenciamento baseados em intenções para empresas. O grande objetivo é proteger as redes como nunca foi feito antes e torná-las mais flexíveis e receptivas, além de transformar o tráfego de dados em informações e insights para decisões de negócios.

O combustível dessa nova era, que está revolucionando a forma como nos conectamos e a atuação das redes, tem nome e sobrenome: internet da coisas (IoT). “Vivemos uma nova era de rede e nova era de TI. Serão bilhões de dispositivos conectados e as redes estão mudando sua função”, destacou Chris Dedicoat, vice-presidente global de vendas da Cisco (foto).

A proliferação de centenas de milhões – em breve de bilhões – de dispositivos conectados exige uma rede capaz de gerenciar essa escala e adaptar-se ao ambiente em mudança. Algumas dessas coisas foram mostradas pelo executivo no palco do Cisco Live!, principal evento anual da companhia, realizado em Las Vegas (EUA): uma bomba de pressão usada em indústrias, uma bola de futebol (que contém sensores para entender sua velocidade, ponto de chute, rotação etc), além de um pequeno sensor de localizador. Os exemplos mostram como a IoT já está nas mais diversas aplicações.

O fato é que o crescimento da IoT tem sido impulsionado por oportunidades de negócios, visto que os dados gerados por esses dispositivos conectados podem ser aplicados a resultados concretos. Diante desse cenário, a Cisco anunciou duas novidades para fortalecer sua estratégia de agilizar o caminho de conectar as “coisas” para gerar valor aos clientes.

A primeira delas é o Cisco Jasper Control Center 7.0, maior atualização da plataforma de gerenciamento de conectividade de IoT da companhia, que agora traz maior flexibilidade para implementar os recursos e serviços da IoT adequados para cada cliente e capacidade de dimensionar seus negócios de IoT.

A companhia também apresentou o Cisco Kinetic, plataforma de operações de IoT que visa simplificar a capacidade das empresas que trazem suas iniciativas para o mercado. Desenvolvido com três áreas-chave de foco (gerenciamento de conexão, fog computing e entrega de dados), a solução pretende acelerar o caminho da prova de conceito até a implementação e oferecer aos parceiros uma base poderosa para a criação de serviços adicionais.

“Estamos juntando essas peças críticas para impulsionar o sucesso da IoT por meio da nova rede, e estamos fazendo isso junto aos nossos parceiros estratégicos. Continuaremos a fazer parceria no ecossistema IoT para fornecer uma grande quantidade de soluções para nossos clientes”, destacou Rowan Trollope, VP e gerente geral da área de IoT e aplicações.

O executivo comenta também que todos os esforços se resumem para prover um tripé que forma um ciclo: dados, insights e ações. “Estamos diante de um futuro fenomenal”, finalizou.

*O jornalista viajou a Las Vegas (EUA) a convite da Cisco

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.