COMUNIDADE

IoT impulsiona transformação digital, conclui pesquisa

Por outro lado, segurança, falta de habilidades e conectividade desafiam desenvolvimento

A internet das coisas (IoT, na sigla em inglês) tornou-se a tecnologia líder da transformação digital e é prioridade número um para 92% das organizações, de acordo com os resultados da pesquisa global realizada pela Vanson Bourne e publicada pela Inmarsat, fornecedora de comunicações móveis globais via satélite.

O estudo do Programa de Pesquisas da Inmarsat focado na aplicação empresarial da IoT revelou que a aprendizagem de máquina (38%), a robótica (35%) e a impressão 3D (31%) também são requisitos essenciais para a entrega efetiva da transformação digital para as empresas.

Os principais resultados revelam que quase todos (97%) os entrevistados estão experimentando, ou esperam experimentar, significativas vantagens da implantação de tecnologias IoT. A melhoria da capacidade de entrega de serviços (47%), melhor saúde e segurança em toda a organização (46%) e maior produtividade da força de trabalho (45%) foram identificadas como as três principais vantagens a serem obtidas com a implantação de soluções baseadas em IoT.

No entanto, a pesquisa também destaca preocupações com segurança, falta de habilidades (em especial na implantação de IoT) e conectividade como desafios importantes que precisam ser abordados para maximizar o potencial da IoT. Quase metade (47%) dos entrevistados acredita que suas organizações precisarão repensar sua abordagem à segurança de dados e fazer investimentos pesados para atenderem aos requisitos de segurança da IoT. Cerca de 45% citam a falta de habilidades como um desafio específico para sua organização na implantação da IoT, enquanto 29% concordam com a afirmação de que as questões de conectividade ameaçam afetar suas implantações de IoT antes mesmo de começarem.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.