Home > Notícias

Consultoria enfrenta dificuldades para preencher vagas de TI no exterior

Guilherme Borini

11/04/2017 às 10h34

Foto:

A Borba&Lewis, consultoria de TI com foco na implementação de ERP, tem 15 vagas em aberto para projetos no exterior em empresas globais como Audi, Ferrari e Liebherr. No entanto, a consultoria não tem conseguido preencher as oportunidades. O principal motivo: falta de fluência no inglês dos candidatos.

"É muito importante que o profissional que queira ter uma carreira internacional invista no aprendizado da língua inglesa para manter uma conversa de negócios dentro de uma empresa nos EUA ou Europa. Não basta ter o inglês de turista. É preciso que ele saiba se posicionar em relação ao dia a dia do seu trabalho, ter um vocabulário de business é básico para expressar sua experiência. Além disso, é preciso que ele tenha a permissão para o trabalho no exterior (visto)”, afirma Paulo Borba, CEO da Borba&Lewis, empresa norte-americana que tem entre seus diferenciais a contratação de consultores sêniores para garantir a qualidade de entrega em todas as implementações de projetos de TI.

Para o executivo, a contratação de consultores sêniores é um dos segredos para o sucesso da consultoria, que vem crescendo em média 25% ao ano e já tem escritórios em Orlando (EUA), Porto (Portugal), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP). Por isso, a companhia afirma estar buscando profissional de TI com mais de 40 anos para atuar no exterior.

“Nós acreditamos e investimos na mão de obra de profissionais mais experientes. Recentemente, contratamos um consultor com mais de 60 anos para um projeto em Portugal e o resultado está sendo incrível. Buscamos profissionais altamente habilitados, com formação superior e experiência mínima de 10 anos em projetos, além de incentivar o desenvolvimento pessoal contínuo e atualizações tecnológicas e de melhores práticas periódicas. Nossa estratégia em investir na experiência trouxe resultados de longo prazo, todos os contratos que temos iniciado com estes profissionais tornaram-se de longo prazo” ressalta Borba.

Brasil
A operação no Brasil corresponde a 45% do total do faturamento da Borba&Lewis, que tem planos de dobrar sua atuação no país até o próximo ano. Para isso, a empresa vai investir na capacitação de profissionais com conhecimento internacional de consultoria e fluência em inglês para os negócios. Também está entre as estratégias da empresa fortalecer o leque de parcerias mantidas com players de tecnologias globais com a Infor (no qual é Global Channel Partner), a Amaxonia (USA), a Drummond (USA), Horizon 2020 (Europa) e a Apex-Brasil.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail