Home > Notícias

Dante Alighieri fortalece programa de mobilidade com soluções Cisco

Déborah Oliveira

11/03/2016 às 10h31

Dante Alighieri fortalece programa de mobilidade com soluções Cisco
Foto:

O Colégio Dante Alighieri, escola privada de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio de São Paulo, adotou as soluções da Cisco para seu programa de mobilidade para mais de 4,2 mil alunos. O Colégio implantou a plataforma Wi-Fi da Cisco na consolidação do Dante Mobile, programa que busca ampliar o uso de recursos digitais na educação. 
No projeto, foram utilizadas soluções de gerenciamento e segmentação das redes sem fio, além de controladoras e Access Points da Cisco para disponibilidade e segurança no acesso de alunos, colaboradores e visitantes da escola. Além disso, o número de hotspots foi ampliado, saltando de 63 para 208 e ampliando a área de cobertura para prédios que antes não tinham sinal Wi-Fi.
O Dante Mobile teve início em 2011 com a cessão de tablets em regime de comodato para que alunos da 1ª série do Ensino Médio tivessem acesso via Wi-Fi a pesquisa e a conteúdos educacionais. Com a ampliação do programa para todo o Ensino Médio nos anos subsequentes, a infraestrutura do Colégio tornou-se obsoleta, dificultando o gerenciamento das redes. Além disso, como a região da Avenida Paulista, onde está localizado o colégio, conta com muitas antenas e redes vizinhas, o sistema começou a sofrer com interferências constantes, prejudicando o acesso dos usuários.
Em conjunto com a Interface Soluções Tecnológicas, parceira da Cisco, foi elaborado um projeto de expansão e atualização da infraestrutura, com início da implementação em março de 2015. Com a nova plataforma, foi possível elevar a capacidade de tráfego para 10 GB, além de facilitar o gerenciamento, a autenticação dos usuários e o monitoramento dos dispositivos conectados.
Segundo Valdenice Minatel, coordenadora-geral de Tecnologia do Colégio Dante Alighieri, hoje, o colégio apresenta mais performance no acesso, com gerenciamento e monitoramento. “Agora podemos até rastrear e identificar em que sala determinado tablet se encontra”, afirma.
Segurança
Para garantir a proteção do ambiente, o Colégio optou por segregar a rede, separando-a em três ambientes: uma rede educacional para professores e alunos, exclusiva para a utilização de recursos pedagógicos como agendas e portais; uma rede para colaboradores, na qual notebooks corporativos podem ser arrolados e utilizados em aplicações administrativas; e, por fim, uma terceira rede, comum e geral, onde dispositivos pessoais podem ser conectados para fins variados (alunos também podem acessá-la mediante autorização dos pais).
Como o Colégio também abriga eventos externos, sua equipe de TI eventualmente tem de configurar uma quarta rede, temporária, disponibilizando a autenticação via SMS em dias específicos. Com tantas redes diferentes, a segmentação e a segurança receberam uma atenção especial no projeto, com a adoção da Cisco Identity Services Engine. 
A solução permitiu a separação e proteção das redes, isolando as redes temporárias e de visitantes dos servidores e das redes educacional e administrativa. A tecnologia também barra o acesso dos alunos à rede comum nos horários das aulas.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail