Home > Colunas

Dia dos Pais: 10 dicas de segurança para o seu comércio

Os pontos comerciais tornam-se focos de atração para pessoas mal intencionadas, especialmente nessas épocas.

*ADT

08/08/2019 às 12h28

cibersegurança
Foto: Shutterstock

Com a proximidade do dia dos pais, que acontece no domingo, 11 de agosto, os estabelecimentos tendem a receber um fluxo maior de pessoas. De acordo com o indicador Serasa Experian de atividade do comércio, a data, em 2018, teve seu melhor desempenho dos últimos seis anos, registrando um aumento de 3,9% nas vendas ao longo da semana e 1,1% no final de semana. Na cidade de São Paulo, as vendas subiram 4,2% e 1,8%, respectivamente. A expectativa é de que essa tendência siga também em 2019.

De acordo com a ADT, maior empresa de monitoramento de alarme do mundo, os pontos comerciais tornam-se focos de atração para pessoas mal intencionadas e bandidos - especialmente nessas épocas. “Mercadorias e equipamentos valiosos ficam constantemente expostos”, pontua Robert Wagner dos Santos, especialista em segurança da empresa. “O lojista precisa investir em soluções e sistemas de segurança ou poderá ter um grande prejuízo”, destaca.

A ADT listou dez ações preventivas para evitar roubos e furtos, além dos procedimentos corretos para agir em casos de invasão. Confira:

  • Cuidados prévios - Tenha números de emergência sempre em mãos, como o da Polícia Militar (190); SAMU (192); Bombeiros (193) e Disque Denúncia (181). Além disso, o número de pessoas de confiança também pode ser útil. Combine com elas o que fazer em casos de suspeitas ou ocorrências;
  • Conheça os riscos - O primeiro passo para evitar essas situações é avaliar as vulnerabilidades do seu estabelecimento e se prevenir. Preste atenção em cada detalhe que possa facilitar a ação do bandido, como áreas sem monitoramento, prateleiras escondidas, áreas pouco iluminadas etc;
  • Rotinas - Estabeleça uma rotina no comércio, pois o atraso gera alertas. Combine horários de abertura e fechamento da loja e converse com alguns vizinhos para que se tornem aliados. Eles podem avisar se houver atraso na abertura da loja ou alguma movimentação além do horário habitual de fechamento, como luzes acesas no interior do estabelecimento;
  • Evite ficar sozinho - Evite ficar sozinho no local ou deixar outro funcionário por lá. Recomenda-se que haja sempre duas pessoas para fechar a loja;
  • Estoque - Mantenha o controle do estoque atualizado e tente fazer a conferência dos itens ao final de cada dia, o que ajuda a perceber se algo está faltando;
  • Fechamentos de caixas - Combine horários diferentes para a realização dessa atividade e evite fazer o fechamento dos caixas em horários de muito movimento;
  • Valores - Evite manipular valores elevados na loja. Dê preferência para pagamentos via banco e benefícios via operadoras especializadas;
  • Estabeleça códigos - Estabeleça códigos com outros funcionários que indiquem uma situação de perigo, como palavras, gestos ou dispositivos como botões de emergência ou de pânico;
  • Alarme monitorado - Invista em alarme monitorado, que possui sensores que detectam abertura de portas e presença de pessoas em ambientes indesejados. As equipes de monitoramento, disponíveis 24 horas por dia, avisam rapidamente quando acontece uma invasão, e podem alertar as autoridades, mesmo que não consigam avisar os responsáveis pelo comércio;
  • Tempo para providências - Tenha locais de difícil acesso na loja. Coloque obstáculos, como cadeados, para acessar objetos mais valiosos ou mesmo portas para chegar até eles. O alarme monitorado avisará quando esses obstáculos forem cruzados ou quando houver pessoas não autorizadas no local.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail