COMUNIDADE

Falta conhecimento técnico, diz líder da Cabify sobre PLC 28

Daniel Velazco-Bedoya conversa com o IT Forum 365. Assista!

O polêmico Projeto de Lei da Câmara nº 28 de 2017 (PLC 28/2017), que visa regulamentar o serviço privado de transporte de passageiros, tem sido alvo dos principais aplicativos do setor – Cabify, Uber e 99.

Aprovado pelo Senado com alterações, o projeto segue para a Câmara dos Deputados. Foram 46 votos favoráveis, 10 contrários e uma abstenção.

Duas das mudanças aprovadas foram decididas por acordo dos líderes partidários. Elas retiram a obrigatoriedade do uso de placas vermelhas e a exigência de que o condutor seja proprietário do veículo – dois itens comemorados pelos aplicativos.

Também foi aprovada emenda que atribui ao município apenas a competência para fiscalizar o serviço dos aplicativos. A prefeitura não terá o papel de autorizar o exercício da atividade como estava previsto no texto original da Câmara.

Mobilização

Para Daniel Velazco-Bedoya, country manager da Cabify Brasil, falta conhecimento técnico por parte das autoridades para ganhar agilidade nas decisões e regulamentações, como neste caso.

“É complexo. Um senador ou deputado discute milhares de projetos, mas é preciso de um corpo mais técnico. Não podemos eliminar também a necessidade do nosso papel de conscientizar o governo e toda a população”, afirma Bedoya, em entrevista ao IT Forum 365.

O papel de conscientização citado pelo executivo é liderado pelo movimento Juntos pela Mobilidade, iniciativa entre Uber, Cabify e 99 para mobilizar usuários e motoristas sobre a importância dos apps para a mobilidade urbana.

Assista à entrevista com Bedoy, gravada durante o IT Forum Expo 2017, na última semana.

Comentários

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.