COMUNIDADE

Marketing digital: qual é o futuro do conteúdo?

Para Eco Moliterno, CCO da Accenture Interactive na América Latina, mais do que criar uma grande ideia, é preciso criar a melhor experiência

O digital está entrando em uma curva exponencial onde tudo muda muito rapidamente. Diante desse cenário, as empresas precisam se adaptar no mesmo ritmo e criar um projeto estratégico de gestão de mudanças para não correrem o risco de ficar para trás e perder espaço para os concorrentes.

Um dos pontos essenciais para tal é buscar melhores práticas de comunicação para divulgar suas marcas. De acordo com Eco Moliterno, CCO da Accenture Interactive na América Latina, estamos saindo de uma era verbal para uma era visual, e se a comunicação não estiver intrínseca ao objetivo de negócios, não faz sentido.

O executivo ministrou o painel “O conteúdo do futuro e o futuro do conteúdo” durante a quarta edição do Liferay Symposium Brazil 2017, evento promovido pela fabricante norte-americana de plataformas de experiência digital Liferay, nesta quarta-feira (29).

“Mais do que criar uma grande ideia, é preciso criar a melhor experiência. Não há mais espaço para a ideia por ela mesma, sem estar ligada à experiência do consumidor”, afirmou, acrescentando que, assim como evoluíram as tecnologias na nova era digital, evoluiu o uso do conteúdo.

Nova linguagem

Segundo Moliterno, existem alguns pontos fundamentais que devem fazer parte de uma nova estratégia de comunicação nas empresas. O primeiro deles é sobre a mudança no jeito de vender a mensagem. Segundo ele,  o cliente “compra” a mensagem passada e, por isso, contar vantagem migrou para contar uma história, cujo contexto tenha a ver com a verdade da companhia.

Outra questão abordada foi a demanda massificada que pede uma nova forma de produzir mensagens. “Hoje, o formato ideal na publicidade são vídeos curtos de seis segundos, como a campanha da Rede Globo com animações curtas sobre a transformação da TV analógica em digital”, exemplificou.

Com o mobile no centro da estratégia de comunicação, os KPI’s (indicadores chave de desempenho) também passam por uma transformação e devem ser definidos com base em conteúdos que as pessoas vão compartilhar. A contagem de compartilhamentos passa a ser mais importante que a de visualizações. “Estamos saindo de uma era do um por todos para uma na qual são todos por um”, concluiu.

 

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.