Home > Notícias

Em meio a integração com EMC, Dell inicia produção de storage no Brasil

Vitor Cavalcanti

19/05/2016 às 13h51

Em meio a integração com EMC
Foto:

De olho num mercado cada vez mais competitivo, a Dell inicia
a fabricação no Brasil da família de storage SC9000. Esta será a primeira linha
de armazenamento da empresa a ser produzida localmente, utilizando a unidade de
produção de Hortolândia, interior de São Paulo. A manobra chama a atenção por
dois motivos: está em curso a conclusão da aquisição da EMC, que já produz
localmente, e o próprio cenário econômico do País.

Para os executivos da companhia, no entanto, só existem
oportunidades. Durante o anúncio, o diretor de soluções empresariais da Dell
para América Latina, João Bortone, e o diretor de marketing para storage na América
Latina, Marcos Café, lembraram que, mais do que ganho de preço, a produção local
dará vantagem na entrega do produto para o cliente. Lançado mundialmente em
outubro do ano passado, o SC9000 só chegava aqui via importação, num processo
quase sempre demorado.

Em relação à EMC, os executivos ressaltaram que ainda não há
nada definido e reforçaram o posicionamento do próprio Michael Dell, CEO da
fabricante, que se comprometeu com a manutenção das linhas de armazenamento da
companhia. Vale lembrar que, recentemente, o fundador da Dell, durante o EMC
World
, frisou que a junção dos ativos seria bastante complementar,
principalmente pelo fato de a EMC atender bem às grandes corporações com
produtos high end e a Dell circular bem no mercado intermediário, também
conhecido como de pequenas e médias (PME).

O SC9000, considerado um produto high end na linha de
produto da Dell, é posicionado pela IDC como um produto intermediário. A
consultoria diz que equipamentos entre US$ 25 mil e US$ 250 mil são
considerados intermediários. Sobre a escolha do modelo para iniciar a
fabricação local, Café não entrou em muitos detalhes, mas lembrou que: “o
SC9000 é a base para os produtos que serão lançados dentro desta família”, o
que facilitaria que outros equipamentos viessem a ser fabricante por aqui num
futuro próximo.

Os executivos explicaram que o equipamento tem tecnologia
híbrida, com storage rotacional e em flash, podendo ser desenhado de acordo com
a necessidade do cliente. A solução embarcada permite, por exemplo, a
replicação de dados entre storages de diferentes famílias da Dell, algo ainda
não oferecido pela concorrência. Outro destaque está no fato de utilizar
técnicas de compressão de dados e deduplicação em conjunto, normalmente o mercado
oferece uma ou outra. Ainda como facilidade, possibilitada pelo SCOS 7.0, o
novo sistema operacional de gestão de storage, está a interface de
gerenciamento comum a todas as plataformas de armazenamento Dell.

Voltando ao fato de fabricar localmente, Café reforça que o
grande benefício é o tempo de entrega ao cliente. “O custo tem ganho, mas é
preciso lembrar que depende do projeto e que 80% dele é relativo à gestão, mais
que compra de equipamento”, pontuou. Questionado sobre de onde viria a demanda,
sobretudo, num mercado em crise, o executivo lembrou que o produto já está em
uso, em empresas do ramo de manufatura, saúde e serviços. “E, na crise, o CIO
desliga o piloto automático e busca alternativas com mais eficiência e menor
custo. Quando levamos nossa mensagem com as quebras de paradigmas, despertamos
muito o interesse.”

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail