Home > Notícias

EMC vence primeira batalha em ação judicial contra Pure Storage

Tissiane Vicentin

17/03/2016 às 13h56

EMC vence primeira batalha em ação judicial contra Pure Storage
Foto:

A EMC obteve vitória parcial no resultado da ação judicial contra a Pure Storage. O motivo seria a quebra de patente, pela qual a fabricante de software e equipamentos para armazenamento chegou a pedir US$ 83 milhões em danos.
Um júri federal da Corte Distrital de Delaware, nos Estados Unidos, decidiu que a empresa tem direito a receber US$ 14 milhões pela violação de uma das patentes da tecnologia de armazenamento de dados - a referente à tecnologia de deduplicação de dados.
A EMC entrou com uma ação contra a Pure Storage em 2003, alegando que a companhia violou cinco de suas patentes. Posteriormente, uma patente do caso foi desconsiderada e, em um outro pré-julgamento, mais uma patente foi desprezada, já que o júri avaliou que não houve violação, ficando três patentes em questão.
Na terça-feira, 15, o tribunal federal de Delaware considerou que a Pure Storage não violou duas das patentes, definindo que apenas uma delas, relacionada à deduplicação de dados, foi infringida. Daí a aplicação da pena de US$ 14 milhões.
De acordo com o conselheiro-geral da Pure Storage, Joe FitzGerald, a decisão não vai impactar clientes. "Continuaremos a vender o mesmo conjunto de produtos e serviços que impulsionaram o crescimento da linha em 150% no último ano fiscal", escreveu ele no blog da empresa. Eles irão recorrer da decisão.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail