Home > Notícias

Escritório de arquitetura usa Autodesk para aprimorar projetos

Kroner&Zanutto reportou ganho de agilidade e simplificação da linguagem das plantas para aprovação interna

Déborah Oliveira

25/10/2018 às 17h03

Foto:

A empresa de arquitetura Kroner&Zanutto, com 25 anos de experiência, entendeu em 2014 que a metodologia BIM (Building Information Modeling) era um caminho sem volta no mundo de AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção).

De lá para cá seus sócios buscaram se especializar na prática, tanto no que diz respeito a capacitar suas equipes, quanto a buscar as melhores ferramentas para BIM, no caso tecnologia da Autodesk.

O investimento feito nesse processo, quando contabilizado no dia a dia, foi de 10% em cada estação de trabalho. Isso porque de acordo com um estudo da empresa, a aplicação do Bim promoveu 37% de horas trabalhadas.

Para esse estudo, a Kroner&Zanutto tomou como exemplo a rede de restaurantes Outback, da Bloomin´Brands. De acordo com o Vice Presidente de Desenvolvimento e Expansão da rede, Gilberto Soares dos Santos, a empresa tem um foco muito grande em gerenciamento de utilities com foco em sustentabilidade e por isso a metodologia BIM, a longo prazo, passa a ser tão estratégica.

De acordo com o executivo, a complexidade do desafio de integrar as áreas envolvidas em projeto é compensada pelos benefícios práticos, como o ganho de agilidade (hoje um projeto pode ser feito na metade do tempo), como até simplificar a linguagem das plantas para aprovação interna.

‘Imagine que um executivo focado em negócios não entenda detalhes expostos em uma planta 2D e com um projeto 3D fica mais simples e efetivo esclarecer dúvidas e obter aprovações”, conclui Gilberto.

Hoje os restaurantes da rede Outback contam com um sistema de gerenciamento de utilities que, por meio de hardware, podem controlar todo o consumo de água, luz e gás, de forma a evitar desperdício por meio de vazamentos, por exemplo. Com o uso de bibliotecas BIM, esse processo tende a ficar mais efetivo ainda, uma vez que a manutenção de detalhes de cada loja pode ser facilmente acessado.

“A adoção do BIM faz com que a gente consiga levar para nossos clientes a vantagem do custo benefício de um projeto cujos detalhes são precisos, além de nos ajudar a precificar nosso trabalho de acordo com as horas exigidas para o desenvolvimento do mesmo”, afirma Alexandre Kroner, socio da Kroner&Zanutto Arquitetos.

Para Joao Carlos Yazbek, líder de vendas da Autodesk para a região de São Paulo, é muito importante expor ao mercado de arquitetura, seja corporativa ou residencial, as vantagens que o BIM pode gerar, por meio do uso de ferramentas adequadas, aliadas a uma equipe preparada.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail