COMUNIDADE

Cofundador da Netflix quer agora revolucionar cinemas

Mitch Lowe lança serviço com pagamento mensal para sessões ilimitadas

Mostramos nesta semana no IT Forum 365 as três disrupções que a Netflix levou ao mercado, revolucionando o setor de filmes e streamings. Inspirado no modelo de negócio que ajudou a construir esse grande sucesso, um dos criadores da Netflix embarcou em uma nova empreitada que pretende inovar um segmento do mesmo setor, mas com outro foco.

Mitch Lowe está desenvolvendo desde 2016 um projeto chamado MoviePass, que promete revolucionar a indústria de cinemas. Sua proposta é inspirada no outro modelo de sucesso, também com pagamento mensal. Mas, em vez de ter o filme em casa, como streamings, a ideia é que os assinantes assistam aos lançamentos no próprio cinema – apenas um valor fixo por mês e o usuário pode ir quantas vezes quiser ao cinema.

“Eu amo startups, por isso acabei de criar a MoviePass. Espero que tenha o mesmo impacto. A parte mais agradável da minha vida é quando estou encarando desafios”, disse Lowe, durante palestra na Campus Party Brasil nesta sexta-feira (03/02).

Ainda é uma empresa pequena, com nove funcionários, e com atuação apenas nos EUA. Mas, segundo Lowe, o futuro próximo reserva uma expansão internacional. “Assinamos na última semana uma parceria com uma companhia internacional que desenvolve softwares para cinemas em todo o mundo. Esperamos expandir nos próximos anos e isso inclui o Brasil, onde há muitos fãs de cinema”, revelou.

Pilares
Lowe destaca três pilares que conduziram a Netflix ao sucesso e que, claro, pretende utilizar para ter um projeto vencedor também com a Movie Pass. São elas: cultura, pessoas e processo de tomada de decisões.

“Você precisa ter a cultura certa, ou seja, entender a cultura dos seus colaboradores. Também precisa ter as pessoas certas com você, que às vezes não são os mais espertos ou experientes, mas sim uma mistura. Além de tomar decisões corretas.”

Outro importante ponto destacado por Lowe para a receita de sucesso é o caráter dos funcionários escolhidos. Em busca de pessoas educadas, ele revelou uma parte inusitada do processo de seleção da Netflix. Antes de fechar qualquer contratação, a empresa convida o candidato para um almoço ou jantar em um restaurante. No local, são observadas as atitudes do candidato e a forma como trata os garçons, atendentes etc. Caso tenha atitudes generosas e seja atencioso, ganhava bastante pontos na disputa por uma posição na empresa.

Comentários
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem unicamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da IT Mídia ou quaisquer outros envolvidos nessa publicação.

Notícias Relacionadas

Copyright 2017 IT Mídia. Todos os direitos reservados.
É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da IT Mídia.