Home > Notícias

Facebook está, silenciosamente, criando uma divisão dedicada ao Blockchain

Rumores de que a empresa está trabalhando para desenvolver uma criptomoeda foram reforçados após companhia abrir novas posições

Sean Bradley, Tech Advisor (EUA)

23/12/2018 às 9h03

Foto:

O Facebook está silenciosamente contratando especialistas em criptomoedas e blockchain, sugerindo que a empresa tenha planos de entrar na indústria dentro de um ano ou dois. Em maio de 2018, a rede social anunciou estar criando uma divisão blockchain para investigar maneiras de alavancar a tecnologia para o seu benefício no futuro. Este projeto seria executado por David Marcus, ex-presidente do PayPal, que se juntou ao Facebook como Vice-presidente de produtos de mensagens antes de se mudar para liderar este grupo experimental de blockchain.

Desde então, a empresa vem discretamente recrutando para essa divisão e é possível tirar algumas conclusões sobre suas futuras intenções com base nas descrições e declarações de função feitas nos últimos oito meses.

Dentro das listas de vagas para carreiras relacionadas ao Blockchain, o Facebook afirma: “A equipe blockchain é uma startup dentro do Facebook com uma visão para fazer a tecnologia blockchain funcionar na escala do Facebook e melhorar a vida de bilhões de pessoas ao redor do mundo”.

"Nosso objetivo final é ajudar bilhões de pessoas com acesso a coisas que elas não têm agora - que podem ser serviços financeiros equitativos, novas formas de economizar ou novas maneiras de compartilhar informações".

O tamanho da divisão blockchain do Facebook é sugerido como tendo aproximadamente 40 colaboradores, número maior do que a equipe inicial, de 12 pessoas. Embora o tamanho dessa equipe seja uma indicação do compromisso do Facebook com a tecnologia blockchain, os históricos das contratações dão mais de uma sugestão sobre o que eles podem estar fazendo.

Essas contratações incluem ex-executivos do PayPal, cientistas de dados, engenheiros de dados, engenheiros de software, um líder de marketing e vários desenvolvedores do Google e da Samsung. Com essa riqueza de experiência financeira e de engenharia concentradas em dados, o Facebook estaria trabalhando em uma criptomoeda com a intenção de popularizá-la.

O Facebook já tem uma plataforma com mais de 2 bilhões de usuários mensais e integrar uma moeda poderia conquistar duas das principais barreiras que a criptomoeda vem enfrentando: facilidade de uso e adoção.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail