Home > Notícias

Fim do sinal de TV analógica impulsiona sinal e velocidade do 4G

Relatório da OpenSignal divulgado nesta quinta-feira (25) indica métricas de velocidade e experiência com redes 4G em regiões do Brasil.

Wellington Arruda

25/07/2019 às 16h25

Brasil ativa 20 milhões de novos celulares 4G em 2018
Foto: Shutterstock

A OpenSignal divulgou nesta quinta-feira (25) resultados do 9º Relatório de Experiência Móvel no Brasil. Nele, a disponibilidade de redes 4G fica em evidência e pode tornar o país um dos líderes da região. Os dados do estudo foram coletados entre o período de 1º a 29 de março com base em 999,385 dispositivos.

A pesquisa destaca a liberação da frequência de 700 MHz para as melhorias de sinal no país. Ela foi implementada inicialmente em 2014 e, em junho deste ano, foi aprovada para todos os municípios do país.

Foram analisadas métricas como disponibilidade 4G, experiência de vídeo, experiência de velocidade de download e upload e latência.

O desligamento do sinal de TV analógica também é citado como ponto de impulso para o 4G, permitindo conexões mais rápidas.

As principais métricas

Imagem: © Opensignal Inc./Divulgação.

Imagem: © Opensignal Inc./Reprodução.

De acordo com a análise, a operadora TIM tem a maior disponibilidade de sinal no país, alcançando 82.4% dos municípios. Em segundo vem a Vivo com 72.1%, e em terceiro a Claro, com 71.9%; a Oi atinge 61.4%.

Isto não significa, porém, ter o melhor sinal. Na experiência com vídeos, a Claro fica em primeiro (56.9 pontos) e a TIM em segundo (54.3 pontos). Logo em seguida, temos a Vivo (54.2 pontos) e, por último, a Oi (45.5 pontos).

A Claro também fica em primeiro na experiência de download com média de 19.8 Mbps. A Vivo, neste quesito, vem em segundo com 14.2 Mbps e a TIM em terceiro, com 11.6 Mbps. A Oi fica em último com média de 8.6 Mbps.

No upload, o ranking é exatamente igual ao de cima: Claro em primeiro (6.4 Mbps), Vivo em segundo (4.6), TIM em terceiro (4.4 Mbps) e Oi em último lugar (2.9 Mbps).

Sobre a latência das conexões, a TIM reaparece em primeiro lugar com média de 60.9 ms. Quanto menor a latência, melhor a experiência em jogos online, serviços de streaming e afins. A Claro, aqui, aparece em segundo com 62.7 ms, a Vivo em terceiro com 69.6 ms e a Oi por último, com 72.5 ms.

4G ainda em foco

No relatório anterior, publicado em janeiro deste ano, a TIM também foi considerada a operadora com maior disponibilidade do 4G. A OpenSignal relata que, se continuar desta forma, as concorrentes Claro e Vivo terão problemas em alcançá-la neste quesito.

A análise de regiões da OpenSignal considera 24 cidades brasileiras. Em resultados individuais, clientes da Claro atingiram 30 Mbps em cidades como Belo Horizonte, Florianópolis e Salvador. Por outro lado, a disponibilidade do 4G em metrôs, por exemplo, permanece em níveis baixos.

Em novembro de 2019, foram registradas 231.827.959 linhas móveis linhas móveis no Brasil. De janeiro até o período citado, o total de linhas 4G chegou a 128,7 milhões, ou 55% dos chips em funcionamento no país.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail