Home > Notícias

Funcionários felizes são mais produtivos e criativos, dizem pesquisas

De acordo com a Universidade de Warwick, no Reino Unido, os funcionários felizes são 12% mais produtivos que os demais.

Wellington Arruda

13/08/2019 às 17h26

Foto: Shutterstock

O nosso desempenho no trabalho também está interligado ao modo como nos sentimos em relação a ele. A dica que sempre vemos é: separar a pessoal pessoal da profissional. Mas e quando estamos insatisfeitos com esta segunda, como proceder?

A ideia contrária, discutida em diferentes pesquisas, aponta que funcionários satisfeitos têm aumento na produtividade. E isso traz benefícios também para o empregador, já que o bem-estar elevado do empregado é sempre algo positivo.

De acordo com a Universidade de Warwick, no Reino Unido, os funcionários felizes são 12% mais produtivos que os demais. Já segundo a Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, funcionários satisfeitos apresentam alta de 37% nas vendas – além de três vezes mais criatividade do que os que estão insatisfeitos.

Mas os números também apontam que, em caso de insatisfação, o desempenho dos que estão de bem com a vida pode cair.

Em alguns quadros, o funcionário pode sofrer com problemas físicos e emocionais; nos últimos 10 anos, segundo a Previdência Social, a concessão de auxílio-doença a pessoas que sofrem de transtornos mentais cresceu cerca de 20 vezes.

A especialista em desenvolvimento humano Receba Toyama cita que cenários negativos estão relacionados a quedas de produção e rendimento profissional.

Ela cita que questões como estas estão ligadas à organizações tóxicas que não entendem o impacto de algumas decisões na qualidade de vida dos seus funcionários.

Atualmente há diversas empresas que só buscam ganhar, ganhar e ganhar, sem engajar seus colaboradores", diz Receba, considerando análises de saúde mental dos funcionários.

Como agir no ambiente de trabalho

A especialista informa que inclusive os detalhes podem trazer resultados positivos na rotina. “Mostrar reconhecimento, por exemplo, já dá um ânimo a mais para o funcionário", pois "dá a ele a certeza de que está fazendo a coisa certa”.

A seguir, algumas dicas separadas por Rebeca de como agir diante de um ambiente de trabalho tóxico:

  • Evite gastar energia reclamando e envolvendo pessoas que não fazem parte da solução e muito menos do problema, isso piora a toxidade da situação;
  • Busque soluções com pessoas que já passaram por desafios semelhantes ou que possam de alguma forma contribuir com a solução;
  • Extraia aprendizado de cada desafio, por mais árduo que possa ser, isso evitará que você caia futuramente em situações semelhantes;
  • Lembre-se que equilíbrio na vida pessoal ajuda bastante a lidar com desafio profissionais, pior que trabalhar numa organização tóxica é ter uma vida tóxica;
  • Reagir aos estímulos tóxicos não costuma ser um bom caminho, o papel de vítima costuma parecer ser a única opção, mas acredite, o protagonismo nesse tipo de situação será um diferencial em sua carreira.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail