Home > Notícias

Google quer acabar com espionagem dos EUA em PCS em todo o mundo

Déborah Oliveira

19/02/2015 às 11h09

Google quer acabar com espionagem dos EUA em PCS em todo o mundo
Foto:

O Google está preocupado com uma proposta de mudança para uma regra de processo penal que pode permitir que o governo dos Estados Unidos invada e espione redes de computadores e dispositivos em todo o mundo. A gigante das buscas se opõe à mudança, uma vez que acredita que ela possa prejudicar os direitos dos usuários da internet em relação à privacidade e segurança.

Segundo o site The Next Web, um órgão do governo norte-americano conhecido como Comitê Consultivo para Normas de Processo Penal quer atualizar a Regra Federal de Processo Penal 41, que atualmente proíbe que um juiz federal emita um mandado de busca fora de seu distrito, com algumas exceções.

A alteração proposta permitiria que as agências governamentais obtenham mandados para "acesso remoto" para realização de pesquisas em computadores e dispositivos móveis caso sua localização física seja "ocultada por meios tecnológicos".

A ideia por trás da movimentação é tentar descobrir botnets ou dados de sistemas nos EUA, cujo o tráfego web e a localização são mascarados. A proposta, no entanto, vai extrapolar as fronteiras dos EUA.

O Google está preocupado que a mudança prejudique as relações estadunidenses com países que têm acordos de cooperação em investigações transfronteiras.

A gigante de buscas também teme que usuários da web e de empresas on-line possam estar em risco. A mudança não especifica as condições em que os mandados de buscas "remotas" serão concedidos, e não lança luz sobre o alcance e a natureza das medidas. A proposta ainda deve ser aprovada no Congresso.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail