Home > Notícias

Guia Eleições 2018: os sites, apps e recursos online para ajudar você a votar neste domingo

Para você chegar bem informado às urnas, separamos um guia que inclui desde 'colinha' eleitoral a app para monitorar posições e projetos de políticos

Redação

06/10/2018 às 9h04

Foto:

No próximo domingo (7), o eleitor brasileiro irá as urnas para escolher seus representantes políticos. É preciso prestar atenção a alguns detalhes no dia, que vão desde a documentação necessária, o local de votação, ao horário -  das 8h às 17h. Para você chegar bem informado no dia, separamos um guia abaixo com indicações de sites e aplicativos úteis para o domingo e pós-eleições.

"Cola" eleitoral

Pela ordem da urna eletrônica, o eleitor deve escolher seus candidatos para deputado(a) federal, deputado(a) estadual ou distrital, senador(a) primeira vaga, senador(a) segunda vaga, governador(a) e presidente da República. Uma ‘cola’ com antecedência com os nomes e números dos candidatos ajuda o eleitor a não se perder.

O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibiliza uma 'colinha' ou 'santinho'. O documento em formato de tabela traz os cargos já na ordem que aparecerão na urna eletrônica. Basta baixar e imprimir o documento, anotar os números e levar no dia 7 de outubro. Para baixar a cola, acesse o link.

“Ok Google, quero falar com o TSE”

O Google lançou nesta semana uma série de ferramentas, desenvolvidas em parceria com o TSE, para ajudar eleitores brasileiros em sua jornada rumo às urnas. Os recursos valem para o motor de busca da gigante de tecnologia e para o Google Assistente.

É possível conversar com o TSE para consultar como votar, descobrir o número do título de eleitor, qual o local de votação e tirar dúvidas gerais sobre o processo eleitoral. Para começar, basta dizer “Ok Google, quero falar com o TSE” ou digitar “quero falar com o TSE” no Assistente e as opções de conversa aparecerão. Mais detalhes sobre a iniciativa no link.

Conheça mais seu candidato

O Google também lançou o site Google Eleições 2018, que combina a base de dados pública do TSE sobre os mais de 27 mil candidatos a deputado estadual, federal, senador, governador e presidente, e os organiza em um só lugar. Para todos os cargos, é possível filtrar a busca por gênero, estado e partido, além de poder procurar diretamente a legenda ou o nome do candidato. Na parte dos presidenciáveis, também é possível escolher entre aprofundar sua pesquisa por meio da Busca, se atualizar sobre cada candidato no Google Notícias, ver entrevistas disponíveis no YouTube, analisar o interesse de busca e os estados nos quais cada presidenciável é mais procurado por meio do Google Trends.

'Tinder das eleições'

O aplicativo "Eleito por Mim" visa ajudar eleitores brasileiros indecisos e sem candidatos e aqueles que buscam mais informações sobre os mesmos com um princípio semelhante ao popular app de namoro, o Tinder.

A ferramenta gratuita para iOS e Android analisa ideais políticos dos eleitores e sugere os candidatos que mais apoiam suas causas. A plataforma permite, de forma simples e rápida, que o cidadão acesse as informações e plano de governo dos políticos que têm perfil mais parecido com o seu. Estão cadastrados todos os 27 mil candidatos do TSE e suas respectivas páginas oficiais, que são direcionadas uma vez que o candidato recebe o "like".

App ajuda a monitorar posições e projetos de políticos

O app "Poder do Voto" se propõe a aproximar o eleitor brasileiro dos representantes políticos que eles elegeram. A aplicação já pode ser baixada para aparelhos Android e iOS e seu download e uso são gratuitos. O app permite escolher um deputado e até três senadores para acompanhar as suas posições, expressas pelos seus votos nas comissões e no plenário, ao longo do mandato.

Sempre que um projeto de lei relevante estiver próximo da fase de votação na Câmara ou Senado, os usuários serão estimulados a manifestar suas opiniões e os parlamentares receberão diariamente um relatório com o consolidado dessas opiniões.

O que levar

Para votar, leve um documento oficial de identificação com foto. São aceitos: via digital do título (e-Título) do eleitor que já tenha feito a coleta dos dados biométricos, carteira de identidade, passaporte ou outro documento oficial com foto de valor legal equivalente.

O eleitor que estiver fora de sua cidade pode justificar a ausência em qualquer local de votação, das 8h às 17h. Para justificar no dia da eleição, é preciso ter o número do título, um documento oficial de identificação e o formulário de justificativa preenchido.

Vale ressaltar que é proibido entrar na cabine de votação com telefone celular, máquina fotográfica, câmera de vídeo, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto.

Esses aparelhos devem ficar retidos na mesa ou em local de escolha do eleitor enquanto ele estiver votando.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail