Home > Notícias

Mais do que nunca, eficiência é a palavra da vez, acredita presidente da T-Systems do Brasil

Déborah Oliveira

21/07/2015 às 11h08

Mais do que nunca
Foto:

O cenário econômico atual tem forçado as empresas a buscar ainda mais a eficiência dos negócios e a TI não está de fora do movimento. É preciso fazer mais, com menos, reduzir custos, mas não deixar a performance de lado. “Ser mais eficiente nunca saiu de moda e agora, mais do nunca, é a palavra da vez”, acredita Ideval Munhoz, presidente da T-Systems do Brasil.

E com a bandeira da eficiência que a T-Systems tem conseguido se destacar no mercado, ajudando clientes na conquista desse objetivo. “O ano passado foi muito bom para nós e estamos colhendo os resultados ainda em 2015”, diz.

Em 2014, a provedora alemã de soluções e serviços de TI obteve crescimento de 80% em novos negócios no Brasil. Grande parte do interesse do mercado esteve concentrado em cloud computing, aplicações críticas como ERP e CRM e implementações SAP. Se até pouco tempo a maior parcela da receita da empresa decorria do mercado automotivo, nos últimos anos desde a chegada do executivo à presidência da T-Systems, em 2012, metade já vem de outros setores como manufatura, varejo e bancos.

Neste ano, o crescimento será um pouco mais tímido. Segundo Munhoz, a empresa deve encerrar 2015 com salto de 40% nos negócios locais e receita 30% superior à registrada no ano anterior. Ainda assim, superior à média do mercado.

A aposta da companhia para ampliar sua participação no Brasil é levar para seus clientes uma abordagem consultiva. “Nosso papel é ajudar as organizações a inovar, mas sem tirar a gestão do CIO. Por isso, atuamos como consultores. Buscamos levar inovação e redução de custos”, ressalta o executivo.

Um dos exemplos citados por Munhoz fruto do trabalho da T-Systems é a Kroton. Recentemente, a instituição educacional terceirizou seu data center e ganhou tempo para inovar. “No modelo anterior levávamos seis meses desde a seleção do hardware até o lançamento. Hoje, levamos um mês e, se for em nuvem, fazemos em questão de dias”, relatou Ailton Brandão, CIO da Kroton.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail