Home > Notícias

Mercado apresenta oportunidades em Informação Corporativa

Déborah Oliveira

04/05/2015 às 9h35

Mercado apresenta oportunidades em Informação Corporativa
Foto:

A área de Gestão da Informação Corporativa (ECM) tem passado por mudanças relevantes nos últimos anos, indicando um futuro cada vez mais dinâmico e simplificado para as empresas que desejam manter-se no mercado. A questão será quais delas estarão aptas a implementar as transformações necessárias em data centers e sistemas?
Estudo realizado pela OpenText indicou algumas tendências no setor de ECM para este ano que estão se confirmando:

• Adoção da Nuvem em massa – com um modelo baseado em serviços, a nuvem tem-se expandido e a capacidade de “alugar espaço”, oferecido a provedores terceirizados. No futuro, esses serviços serão disponibilizados em uma escala sem precedentes.
• Internet das Coisas (IoT) será apenas internet – criação de uma grande rede gigante e global de dispositivos conectados para comunicação e troca de dados. Esse mercado verá 50 bilhões de dispositivos conectados até 2020 e um valor de US$ 14,4 trilhões, um impacto potencial enorme.
• Migração de mão de obra devido à digitalização - a robótica, máquinas inteligentes e inteligência artificial (AI) vão se infiltrar em novas áreas corporativas e automatizar as posições que são repetitivas e transacionais. Com o tempo, poderemos ver entre 20 e 30 milhões de empregos migrarem ou desaparecerem.

As equipes de TI precisam estar alinhadas com o objetivo de desenvolver uma estratégia eficaz de mobilidade corporativa que contemple uma comunicação rápida, economia de custos, aumento no volume de dados e segurança contra ataques digitais. É necessário fazer jus às demandas dos clientes, mas também olhar internamente nas corporações a fim de aplicar mudanças que otimizem os processos e as tomadas de decisão, refletindo nos números do negócio.

A convergência e a organização dos dados e informações nas empresas devem acompanhar o desenvolvimento dos serviços, que ampliaram a quantidade de departamentos e o volume de conteúdos trocados. É de extrema relevância estabelecer prioridades como gestão de dispositivos, aumento do suporte em TI e gestão da segurança digital como forma de acompanhar as etapas de evolução em tecnologia no meio corporativo.

O mercado já tem casos clássicos de empresas consolidadas que estão à beira do colapso, ou já faliram, porque não responderam às necessidades digitais de gestão da informação corporativa. Diante disso, a área de TI deve estar constantemente integrada ao restante dos departamentos da empresa para minimizar impactos das mudanças nos sistemas. 

É preciso evoluir digitalmente, isso que dizer dentro e fora da empresa e na negociação com clientes. Ter uma visão ampla de ECM para os próximos anos pode fazer toda a diferença entre permanecer ou não entre as principais companhias do mercado em que atua. 

*Roberto Regente Jr. é vice-presidente da OpenText para América Latina e Caribe

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail