Home > Notícias

Mercado de segurança eletrônica deve crescer 8% no Brasil em 2018

Previsão é da Associação Brasileira de Segurança Eletrônica (Abese)

Guilherme Borini

20/02/2018 às 19h25

Foto:

O setor de segurança eletrônica tem expectativas positivas para o mercado brasileiro em 2018. É o que destaca a presidente da Associação Brasileira de Segurança Eletrônica (Abese), Selma Migliori, que projeta crescimento de 8% neste ano.

O faturamento do setor em 2017 foi de R$ 6 bilhões e, segundo Selma, o crescimento ser dará em função de um pequeno aquecimento do mercado, com destaque para os segmentos de videomonitoramento e portarias remotas.

Segundo dados da Social Progress Imperative, o Brasil é o 11º país mais inseguro do mundo, o que reflete em grande potencial de aplicação destas tecnologias. Só na cidade de São Paulo há um milhão de câmeras instaladas - uma para cada 7 habitantes.

O setor de segurança eletrônica é composto por mais de 26 mil empresas, que geram 200 mil empregos diretos e mais de 1,7 milhões de empregos indiretos. Hoje, são cerca de 815 mil imóveis com sistemas eletrônicos de segurança no país.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail