Home > Notícias

Microsoft quer Windows 10 em 1 bilhão de dispositivos

Tissiane Vicentin

21/05/2015 às 15h30

Microsoft quer Windows 10 em 1 bilhão de dispositivos
Foto:

A Microsoft apresentou novidades para o seu novo sistema operacional, o Windows 10, durante seu evento para desenvolvedores Build, que aconteceu nesta quinta-feira (21/05), no Allianz Parque, em São Paulo. Essa é a primeira vez que a empresa decidiu realizar o evento fora dos Estados Unidos e ele passará no total por outras 25 cidades no mundo.

Quem apresentou todas as novas características que virão juntamente com o lançamento do sistema operacional foi o principal gerente de programas para Windows, IoT e tecnologias para músicos da empresa, Pete Brown, que fez questão de mostrar o compromisso da companhia de tornar mais fácil a interação e a experiência da plataforma, tanto para o desenvolvedor quanto para o usuário. “Nossa missão é dar poder a toda pessoa e organização no mundo. Queremos ajudar desenvolvedores a criar as melhores experiências para as necessidades dos usuários”, disse durante seu discurso.

A ideia, de acordo com o executivo, é que os desenvolvedores tenham o máximo de possibilidades para fornecer suas aplicações e que os usuários, consequentemente, não precisem optar por um ou outro dispositivo - ele pode escolher o que desejar, porque o acesso estará disponível para todos eles. “O Windows 10 é uma enorme oportunidade - a maior que já apresentamos - porque ele roda em todos os dispositivos, seja Raspberry Pi, tablets, smartphones, desktops tradicionais, Xbox”, disse.

Além disso, Brown observou que não será mais necessário colocar cada aplicação em uma loja deferente. “Uma loja para um Windows. Assim, você não precisa lidar com diferentes lojas e regras. Será apenas um dashboard, uma regra, uma maneira de levar seus apps à loja”, observou.

Apesar de a ideia central ser a unificação da plataforma, a empresa acabará contribuindo para um movimento adotado por diversas companhias atualmente: a mobilidade. “Acreditamos que o smartphone é um dos devices mais essenciais para as pessoas e ele também pode ser o seu computador. Você pode levá-lo para qualquer lugar, bastando apenas ter um teclado e um sistema universal que rode tudo que é necessário”, disse. “E isso será possível graças à plataforma que apresentamos hoje.”

Brown também reforçou o ambicioso objetivo da empresa, anunciado no mês passado: tornar o Windows 10 ativo em 1 bilhão de dispositivos. O executivo afirmou que, como durante o primeiro ano o upgrade será gratuito, sabe-se que uma porção de usuários irão migrar e ajudá-los a bater essa marca.
Novas características
Uma das novas ferramentas apresentadas logo no início da apresentação foi o reconhecimento facial. Por meio dele é possível logar no PC em vez de usar a tradicional senha.

A empresa também se mostrou flexível com a sua plataforma em cloud Azure. “Uma característica do Azure que eu quero que vocês levem daqui é a questão da flexibilidade, da abertura”, disse Mat Velloso, engenheiro sênior de desenvolvimento de softwares da empresa. “Ninguém tem a pretensão de fazer o Azure crescer preso ao Windows. Tentamos trabalhar com todas as tecnologias que vocês usam, seja Linux, Pyton, entre outros. Não temos interesse em fechar as portas. Não é só Windows, não é só .NET.”

A mesma flexibilidade é vista para desenvolvedores Android e iOS. Como anunciado em abril em San Francisco (EUA), será possível para os desenvolvedores compilarem seus aplicativos, tanto em Android quanto iOS, para a plataforma Windows, sem que seja necessário escrevê-los novamente.

Até o momento, a empresa apresentou sete versões oficiais para o seu Windows 10, cada uma atendendo a um objetivo específico. São elas: Windows 10 Home, para os consumidores finais; Windows 10 Mobile, com foco em pequenos dispositivos com touchscreen; Windows 10 Pro, voltado para atender necessidades específicas de pequenas empresas; Windows 10 Enterprise, com foco em médias e grandes empresas; Windows 10 Mobile Enterprise, que é uma versão mobile especial para empresas, com gerenciamento e segurança com foco corporativo; Windows 10 Education, voltada para a área de educação; e, por fim, o Windows 10 IoT Core com foco em internet das coisas (IoT, na sigla em inglês). 

Os usuários que já possuem o sistema operacional Windows em suas versões 7, 8 e 8.1 poderão realizar o upgrade gratuito. A previsão de entrega do novo sistema é em meados de junho.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail