Home > Colunas

Novas tecnologias de dados e o mercado financeiro

O conhecimento dos dados têm gerado uma grande transformação: hoje, quem atua no financeiro também atua em tecnologia.

Maurício Fernandes

04/07/2019 às 15h55

profissional de TI
Foto: Shutterstock

O momento é importante para os profissionais de TI que atuam com ou no setor financeiro. Nos tornamos "core". Uma empresa do mercado financeiro virou uma empresa de tecnologia. A mudança promove uma reflexão profunda sobre como usar e para o quê, gerando a transformação das empresas. E no centro disto, certamente, encontramos as tecnologias de dados.

O baixo custo de armazenamento de dados, assim como a possibilidade de consumir processamento como um serviço, geraram possibilidades antes impossíveis, seja em analisar dados estruturados ou não.

Se você é um profissional de TI e trabalha em uma empresa do mercado financeiro, há uma enorme oportunidade à frente: liderar a transformação de sua empresa, tornando-a uma empresa de tecnologia associada ao financeiro. Isto significa rever a relação com seus clientes, provendo produtos e serviços antes impensáveis. E, principalmente, conhecendo-os com a profundidade que nem eles têm sobre seus hábitos de consumo e investimento.

Grandes oportunidades são, em geral, acompanhadas de relevantes desafios. Talvez este não seja tão grande assim. O que te trouxe até aqui, meu caro profissional de TI, não vai te ajudar muito a seguir adiante. Não conheço nenhum profissional que não tenha se dedicado a profissão para ser operacionalmente associado a manter os sistemas simplesmente funcionando.

Mas a verdade é que anos de maçante cotidiano nos fazem olhar para tudo isso com muita desconfiança. Afinal, esta transformação toda pode acabar com seu emprego. E vai.

Seu emprego operacional vai deixar de existir. Para acompanhar a transformação, você terá de se transformar também. Se o desafio é grande ou pequeno? Francamente, cada um terá sua jornada. Mas promete ser muito boa, afinal foi para mudar o mundo que estudamos tanto. Não esqueça de olhar para a frente reconhecendo que é hora de rever premissas. E que esta é a nossa hora.

* Maurício Fernandes é presidente da Dedalus.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail