Home > Notícias

O que é API e por que ela é importante nos dias de hoje?

Mastertech explica poder da interface e cita exemplos de como ela funciona no nosso dia a dia. Confira

Redação

21/08/2018 às 9h04

Aruba lança plataforma com APIs para desenvolvedores e reformula programa de canais
Foto:

As Application Programming Interface (APIs) ou Interface de Programação de Aplicativos viraram as vedetes do mercado atualmente. Segundo explica a Mastertech, que capacita talentos para novas habilidades, as APIs correspondem a um conjunto de instruções e padrões de programação para acesso a um aplicativo de software. De forma mais simples, é um conjunto de regras que determina como o programador deve realizar uma tarefa, conectando softwares.

Em um mundo onde diversas aplicações podem ser acessadas diretamente pela tela de um celular, as APIs são grandes responsáveis pela conexão e interação entre softwares, plataformas e ferramentas para que tudo funcione em conjunto.

Qual sua aplicação?

Segundo o Free Online Dictionary of Computing (1994), API é uma ferramenta que realiza a comunicação entre aplicações para compartilhar suas ações, ferramentas, padrões e protocolos. Essa interface gera conversa de software para software, ou seja, é um processo realizado no back-end de aplicações, onde o usuário não vê a interação de pedido e resposta acontecendo. O que ele percebe é a possibilidade de realizar diversas tarefas em um só lugar.

Quer um exemplo? A Mastertech compara a API com um garçom de um restaurante. O cliente, nesse caso a aplicação que deseja receber os serviços, recebe do garçom o menu com todos os itens daquele restaurante. Ao escolher uma opção, o garçom leva o pedido até a cozinha, ou seja, a aplicação da API, onde por sua vez os cozinheiros, que são os serviços compartilhados pela aplicação, realizam o pedido como foi descrito pelo cliente. Ao concluir o pedido, o cozinheiro avisa o garçom que entrega o pedido ao cliente, completando o processo de requisição de API.

Por que a API é importante?

Na prática, uma empresa de software lança sua API para o público de modo que outros criadores de software possam desenvolver produtos acionados por esse serviço. O Mercado Livre, por exemplo, disponibiliza a sua API de modo que desenvolvedores de sites possam obter acesso mais fácil a informações sobre seus produtos. Com a utilização da API do Mercado Livre em um site independente, esse pode postar links diretamente para produtos da MercadoLivre, com preços atualizados e uma opção que permite compra imediata.

Com as APIs, os aplicativos conversam uns com os outros sem conhecimento ou intervenção dos usuários. Quando você compra ingressos de cinema online, o site de ingressos usa uma API para enviar a sua informação de cartão de crédito a um aplicativo remoto que verifica se os dados procedem. Assim que o pagamento é confirmado, o aplicativo remoto envia uma resposta ao site de ingressos liberando a emissão dos ingressos adquiridos. Ou seja, várias tarefas de plataformas diferentes são concluídas em um só lugar.

 

Para que serve a API na programação?

A Mastertech alerta que o conectar softwares, as AP’s têm papel essencial na criação de aplicativos. Os aplicativos que conhecemos hoje só são possíveis a partir da ligação entre sistemas e ferramentas e isso acontece por meio da API.

Ao utilizarmos o Uber, por exemplo, conectamos nossa localização do celular ao mapa e a interface do sistema ao solicitar a corrida. Ao final, conectamos a interface ao sistema do cartão de crédito para pagar automaticamente e finalizar a corrida.

Nos negócios, a inserção das APIs nos sites e aplicativos de diversos nichos de mercado faz com que seja extremamente mais fácil coletar e armazenar informações unindo diversas ferramentas de análise de forma simples, prática e funcional, sempre mantendo a segurança e a estabilidade na execução.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail