Home > Notícias

Positivo entra no mercado IoT para democratizar as casas inteligentes

Novos dispositivos da Positivo Tecnologia miram o público de classe média que busca sistemas inteligentes de segurança.

Wellington Arruda

26/07/2019 às 12h56

Foto:

Na noite de quinta-feira (25), a Positivo Tecnologia apresentou uma nova divisão de dispositivos no evento Casa Inteligente. José Ricardo Tobias é o head da empresa para esta plataforma de produtos, que vem sendo desenvolvida há dois anos. A empresa anunciou, também, o desenvolvimento interno das soluções e parcerias com o Google.

Um total de sete produtos foram anunciados. Dentro da estratégia, a Positivo espera comercializar kits fechados com eles. Há o 'Kit Casa Segura', 'Casa Conectada' e 'Casa Eficiente'. Eles ficam divididos em duas categorias; respectivamente: segurança e conforto e automação.

Hélio Bruck Rotenberg, CEO e fundador da Positivo, cita que o foco da empresa é entregar "dispositivos inteligentes com preço justo para o público classe média". Uma pesquisa interna realizada pela Positivo indica que este público tem "alta necessidade de segurança e interesse" para casas e estabelecimentos comerciais.

Para chegar neste resultado, a empresa se baseou, entre outros, na compra de startups do segmento e estudos. Citando dados da IDC, estima-se que o segmento IoT movimente US$ 745 bilhões no mundo em 2019, ultrapassando US$ 1 trilhão em 2022.

"Produtos acessíveis e democráticos"

Algo citado pelo executivos presentes foi a democratização dos dispositivos inteligentes. Em relação aos produtos, Norberto Maraschin, VP de negócios de consumo, destaca o agrupamento deles.

Ele foi o responsável por apresentar, inicialmente, os kits. Em teoria, os preços variam sempre "a partir de" pois a Positivo indica valores de R$ 99 a R$ 499; estes, no entanto, podem ser alterados de acordo com região e varejistas.

  • Kit Casa Segura – R$ 499: 1 sensor de movimento, 2 sensores para abertura de portas e janelas, 1 alarme e 1 controle;
  • Kit Casa Eficiente – R$ 499: 2 smart plugs Wi-fi e 2 lâmpadas Wi-Fi;
  • Kit Casa Conectada – R$ 349: 1 controle, 1 smart plug Wi-Fi, 1 smart lâmpada Wi-Fi.

Os preços individuais, por exemplo, variam de R$ 99 para as lâmpadas, R$ 129 do plug Wi-Fi, R$ 149 do controle universal, R$ 269 e R$ 399 das câmeras Wi-Fi e R$ 299 da central de alarme.

Não há como, por exemplo, "incrementar" os kits. Eles são vendidos de forma fechada, e se o cliente quiser adicionar algum produto poderá comprá-lo separadamente.

Os dispositivos são controlados pelo aplicativo 'Positivo Casa Inteligente', disponível para Android e iOS. A empresa anuncia, inclusive, criptografia de ponta a ponta nas conexões para evitar problemas de segurança.

Também foi pensada uma solução para quedas de energia, com baterias internas para que os produtos permaneçam funcionando, ainda que sem suporte a uma conexão sem fio.

As câmeras, por exemplo, têm suporte a transmissão ao vivo das imagens em 15 FPS. Elas podem gravar o conteúdo e aceitam cartões microSD de até 32 GB. A Positivo anuncia que as imagens também podem ser salvas na nuvem em um serviço próprio: o plano de R$ 19,90/mês salva as imagens por 7 dias e o de R$ 39,90/mês  por 30 dias.

Ricardo, que está à frente do projeto, afirma que novos produtos IoT serão lançados em breve no mercado brasileiro. A companhia mira este mercado pensando em segurança, conforto e automação.

O Brasil do IoT

Os novos dispositivos da Positivo podem ser controlados pelo Google Assistente. Alessandro Germano, diretor de desenvolvimento de negócios do Google, esteve presente para falar sobre o assunto.

Ele aponta a acessibilidade fornecida e a missão da empresa de levar o Assistente para cada vez mais pessoas e produtos. Desta forma, se você tiver um Google Home, poderá realizar comandos e ações nos aparelhos.

Em junho, o Diário da União trouxe mais informações sobre o Plano Nacional de Internet das Coisas. Foi criada, também, a Câmara IoT. Estão previstos ganhos de eficiência nos serviços e melhorias na qualidade de vida das pessoas, além de promover a capacitação profissional, parcerias com os setores público e privado, e a integração do país no cenário internacional.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail