Home > Notícias

Programa de fomento à tecnologia VaiTec distribuirá mais de R$ 1,5 milhão aos vencedores

Déborah Oliveira

16/10/2015 às 11h09

Programa de fomento à tecnologia VaiTec distribuirá mais de R$ 1
Foto:

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, em cooperação com a Agência São Paulo de Desenvolvimento (Adesampa), apresentou os vencedores da primeira edição do Programa de Valorização de Iniciativas Tecnológicas (VaiTec), na sede da Prefeitura de São Paulo. 

Voltado, principalmente, aos jovens de baixa renda, o programa, que contempla R$ 2 milhões para investimentos, sendo R$ 1,5 milhão para subsídio aos vencedores e R$ 500 mil para estruturação, recebeu mais de 900 cadastros de projetos, dos quais 459 atenderam aos critérios do VaiTec e 67 foram selecionados para receber o subsídio de até R$ 25 mil. 

O VaiTec faz parte do Tech Sampa, programa municipal que tem como objetivo fomentar a inovação e a tecnologia na cidade, atividades inovadoras e em especial as ligadas à Tecnologia da Informação e Comunicação para o desenvolvimento econômico e social, considerados relevantes para as políticas públicas municipais. 

Foram classificados na primeira colocação, com o máximo de 135 pontos, 17 projetos, que trataram de temas como saúde, gastronomia, mobilidade, educação, meio ambiente, cultura, direitos humanos, entre outros. 

O Bynd, por exemplo, está entre os projetos selecionados que atingiram a pontuação mais alta. Trata-se de é uma solução de mobilidade urbana para ambientes corporativos, universidades e outras instituições, que conecta pessoas de uma rede confiável para que possam otimizar seus recursos de transporte através da carona solidária. “Queremos transformar o tempo perdido no trânsito em uma experiência positiva, diminuindo o número de carros nas ruas, além de melhorar a qualidade de vida nas cidades”, reforça o idealizador Leonardo Fernandes Liborio.

Já o projeto de Gabriela Balazini, o Smart Pill, busca desenvolver uma ferramenta para ajudar pacientes crônicos que utilizam medicamentos de uso contínuo a aderirem ao tratamento, ajudando-os a tomar as pílulas no horário certo. “Em linhas gerais, vamos desenvolver um aplicativo, um gadget e um adesivo flexível com circuito impresso em tinta condutiva. O sistema funciona de forma simples: o paciente insere no aplicativo dados sobre o medicamento que será usado, o horário que deve ser tomado e o telefone celular do cuidador. Após isso basta grudar o adesivo no verso da cartela e conectá-lo ao gadget. Uma vez que esteja na hora de tomar a pílula o aplicativo dispara um alarme sonoro para o paciente”, explica. 

Também está entre os primeiros colocados o Projeto GayMaps, aplicativo on-line e gratuito que mapeia as áreas de maior incidência da violência e violações de Direitos Humanos contra pessoas LGBT, seus familiares e amigos no município de São Paulo. Nicolle Mahier, criadora do projeto, salienta, que o aplicativo vai gerar um mapa das áreas de maior incidência das violações e tipos mais recorrentes.

Após anunciar os vencedores da iniciativa, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, anunciou a manutenção do programa VaiTec que contará no próxima ano com a segunda edição.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail