Home > Notícias

Regus e escola de liderança para mulheres anunciam treinamentos

Women Leadership Regus Initiative fomentará capacitação feminina, rumo à posições de destaque nas empresas

Redação

13/07/2018 às 14h16

Foto:

A Regus, empresa mundial em espaços flexíveis de trabalho e a ELAS – Exercendo Liderança com Assertividade e Sabedoria, escola liderança e desenvolvimento especializada em preparar mulheres que buscam assumir posições de destaque nas empresas, em seus negócios e/ou na sociedade, estão se juntando para iniciar o Women Leadership Regus Initiative (WLRI).

O objetivo é reforçar a liderança feminina, pensar novas formas de gestão e levar inovação para os treinamentos, na Regus, empresa onde as mulheres ocupam 80% do quadro de colaboradores, e 68% estão em cargos de gerência e diretoria. Para as colaboradoras da Regus, o WLRI terá início em julho, com previsão de seis meses e devem participar de 20 a 40 colaboradoras por programa.

Tiago Alves, CEO da Regus, explica que a ideia surgiu para fortalecer e adaptar o modelo administrativo/ gestacional da empresa. “Todos os nossos treinamentos de colaboradores e líderes no mundo são feitos de maneira homogênea, sem uma distinção de gênero e pensamos que precisávamos inovar neste sentido”, diz o CEO. “Durante uma conversa com as fundadoras do ELAS surgiu a ideia de trazer profissionais especializados para dar suporte de desenvolvimento profissional às nossas colaboradoras”, complementa o CEO.

Carine Roos, cofundadora do ELAS, avalia a parceria global como uma grande oportunidade de crescimento para as colaboradoras. “Nossa missão é promover acesso sobre os nosso conhecimentos a um número de mulheres cada vez maior, para que possam se desenvolver no mercado de trabalho e com isso promover seu crescimento profissional, e mudar o cenário que ainda está longe de atingir a equidade ideal”.

Ainda segundo Carine, os treinamentos levam as mulheres para posições de comando nas empresas e passam a dar a ela ferramentas que ajudam a desenvolver suas habilidades socioemocionais, trabalhar a autoconfiança e como lidar com as relações de poder que o ambiente corporativo demanda. “Hackear é nosso foco e isso significa levar mulheres a entender como o sistema funciona, como podem ser mais influentes, articuladas, reconhecer seus talentos e traçar as estratégias para onde querem chegar”, finaliza.

Desde agosto de 2017, a ELAS já formou 100 mulheres em seu programa e mais de 1,5 mil mulheres já vivenciaram workshops com resultados importantes em no trabalho e na vida pessoal.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail