Home > Notícias

Relatório 5G Americas traz recomendações para espectro e implementação nos Estados Unidos

Recomendações são específicas para o país, mas podem ter repercussões globais

Redação

17/04/2018 às 11h51

Foto:

A 5G Americas anunciou na segunda-feira (16/4) a publicação do relatório "Recomendações de Espectro para os EUA", com orientações sobre o espectro sem fio licenciado e as medidas necessárias para a evolução e implementação de tecnologias 5G nos Estados Unidos. Os serviços 5G já estão em fases de teste e implementações e devem ser usados em várias áreas, criando uma série de novas implementações.

“O espectro licenciado é a matéria prima usada para oferecer serviços móveis sem fio e fomentar a revolução do smartphone”, observou Chris Pearson, Presidente da 5G Americas. “Hoje, com a evolução para a tecnologia 5G, precisamos identificar e alocar muito mais espectro nos EUA”, disse Pearson.

“A 5G Americas está trabalhando para promover a inovação e a liderança na região das Américas e como parte desse compromisso inclui a publicação de recomendações concretas em relação ao espectro nas bandas baixas, médias e altas, para servir uma grande variedade de aplicações e soluções 5G”, concluiu.

O espectro apresenta diferentes características físicas que são mais apropriadas para algumas aplicações, que devem ser implementadas em determinadas faixas, inclusive a banda baixa, a banda média e a banda alta. Além disso, cada faixa de espectro possui características específicas que são mais apropriadas para cenários de implementação específicos: banda baixa para cobertura de grandes áreas; banda média para implementação em áreas urbanas com maior capacidade; e banda alta, para cobertura limitada com altíssima capacidade. Ou seja, nenhuma banda consegue, isoladamente, atender a todas as necessidades 5G e realizar todo o potencial desta tecnologia.

Até agora, os planos de espectro 5G nos EUA estavam focados no espectro de ondas mm, acima de 24 GHz. Enquanto as ondas mm podem oferecer muita largura de banda para Banda Larga Móvel avançada (eMBB - ou enhanced Mobile Broadband), elas são menos apropriadas para cobertura de áreas muito extensas em função dos desafios básicos de propagação. O sucesso da tecnologia 5G depende, em grande parte, da disponibilidade de serviços 5G em todos os lugares, que exige a identificação e alocação de todos os tipos e faixas.

O relatório de 11 páginas da 5G Americas apresenta recomendações:

  • Espectro abaixo de 3 GHz
  • 3,1 a 3,55 GHz
  • CBRS
  • 3,7 - 24 GHz
  • Espectro acima de 24 GHz
  • Acima de 95 GHz

As recomendações da 5G Americas são específicas para os Estados Unidos, mas podem ter repercussões globais. A harmonização global de espectro licenciado é essencial para as economias de escala de equipamentos e para roaming. Para ampliar o trabalho colaborativo das associações, o 5º Evento Global 5G, 5G New Horizons Wireless Symposium será realizado nos dias 16 a 17 de maio, 2018, na cidade de Austin, no Texas, reunindo reguladores, acadêmicos, operadoras e os principais fornecedores do setor, além de associações da China, do Japão, da Coréia, da União Europeia, do Brasil, do Canadá e dos EUA.

A Conferência está aberta para o público, que pode ouvir palestras apresentadas por mais de 50 líderes globais em tópicos que incluem o progresso global em espectro 5G.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter Newsletter por e-mail